Porto Alegre, terça-feira, 25 de fevereiro de 2020.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
23°C
29°C
22°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,3920 4,3940 0,04%
Turismo/SP 4,3500 4,6200 0,21%
Paralelo/SP 4,3600 4,6100 0,21%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
181926
Repita o código
neste campo
 
 
 

FEIRA DO LIVRO DE PORTO ALEGRE | De 1º a 17 de novembro de 2014.

Notícia da edição impressa de 01/11/2013

Feira do Livro de Porto Alegre terá sotaque alemão

MAGNUS KERSTING/DIVULGAÇÃO/JC
Birgit Weyhe participa do projeto Osmose, um dos destaques da programação
Birgit Weyhe participa do projeto Osmose, um dos destaques da programação

Em 2012, três quadrinistas alemães foram convidados a passar temporadas em Salvador, São Paulo e Porto Alegre e, depois, incentivados a colocar suas impressões em forma de traço. No caminho inverso, três brasileiros se mandaram para Munique, Hamburgo e Berlim e fizeram o mesmo. Durante o período, as experiências foram registradas em um blog. O resultado, impresso, deu forma ao projeto Osmose, lançado neste ano nas feiras de Frankfurt e, agora, em Porto Alegre. A iniciativa será mostrada aqui no dia 2, às 18h30min, com as presenças da gaúcha Paula Mastroberti e da alemã Birgit Weyhe, em atividade no auditório Barbosa Lessa do CCCEV.

A empreitada define bem a atmosfera de integração e troca de olhares do Ano da Alemanha no Brasil, quando se comemoram 190 anos de imigração germânica no Rio Grande do Sul. O país é o homenageado na 59ª Feira do Livro de Porto Alegre. Uma série de atividades enfoca a cultura do país de Marx, Nietzsche e Schopenhauer - apenas para citar alguns dos pensadores mais influentes da literatura.

Há alguns anos, o diretor da comédia alemã Soul Kitchen, Fatih Akin, conversava com a escritora Jasmin Ramadã sobre sua película e disse-lhe que faltava um passado aos personagens. Jasmin tratou, então, de contar em um livro homônimo (lançado no Brasil neste ano como A cozinha da alma) o que aconteceu a eles antes da história mostrada nas telas. A autora estará na feira, para exibição do filme seguida de sessão comentada, dia 6, às 19h, no Santander Cultural.

Quem também desembarca em Porto Alegre é um dos autores mais lidos da Alemanha, Robert Löhr, de A máquina de xadrez e A manobra dos reis dos elfos. Neste último, um thriller que mistura ficção e fatos históricos, intelectuais alemães, como o escritor Goethe, o dramaturgo Schiller e o naturalista Humboldt reúnem-se para combater Napoleão. No dia 12, às 18h30min, no Centro Cultural CEEE Erico Verissimo, Löhr conversa com o público e participa, logo depois, de uma sessão de autógrafos.

Com cinco livros traduzidos para o português, entre eles Vidas novas, um dos mais conhecidos autores alemães contemporâneos, Ingo Schulze, é outro destaque do evento. No debate Fábulas políticas: democracia, mercado e literatura, que acontece no dia 16, às 18h30min, no CCCEV, o escritor fala sobre sua obra e questões políticas, marca de seu trabalho e tema de sua última obra, Adam e Evelyn, já lançada no Brasil. Em resposta à chanceler Angela Merkel, que afirmou que é necessária uma democracia compatível com o mercado, Schulze disse que “são os mercados que devem ser compatíveis com a democracia”, o que resume sua posição contundente em relação ao capitalismo.

Autor de mais de cem livros, Moacyr Scliar teve cinco deles lançados em alemão na Feira de Frankfurt deste ano. A receptividade de sua obra e da literatura brasileira será objeto de debate no dia 4, às 17h, no Santander Cultural, com participações de Marlen Eckl, tradutora de Scliar para a língua germânica, da viúva do autor, Judith Scliar, da escritora Cíntia Moscovich e do bibliotecário do Instituto Goethe de Porto Alegre, Uli Kaup.

Há 28 anos no Brasil, Kaup é um dos artífices da programação temática. Sobre os brasileiros mais lidos em seu país, para onde retorna com frequência, ele destaca a redescoberta do próprio Scliar e de Jorge Amado, bastante lido nos anos 1960 e 1970, além de Patrícia Melo e Daniel Galera.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR
MAIS FEIRA DO LIVRO
Dados foram apresentados em coletiva de imprensa nesta segunda-feira
Feira do Livro registra alta de 2,26% nas vendas em 2013
O ambientalista Augusto Carneiro participou da primeira edição da feira, na década de 1950
Augusto Carneiro, um livreiro dedicado à natureza
Santucci acredita que feriados ajudaram no movimento da Feira do Livro
Osvaldo Santucci Junior aponta sucesso mesmo com Feira reduzida
GALERIA DE FOTOS

O TROFÉU

PREMIADOS

COMISSÃO JULGADORA

Blog Acontecendo

Entrevistas Troféu Cultura
#expandasuamente: fotos no estande do JC para o Instagram e Facebook
Equipe do Jornal do Comércio se despede da Feira do Livro

/jornaldocomercio

Edições Anteriores

2012  |   2011  |   2010