Porto Alegre, quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
26°C
28°C
19°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,3860 4,3880 0,52%
Turismo/SP 4,3100 4,5900 0,52%
Paralelo/SP 4,3200 4,5800 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
103372
Repita o código
neste campo
 
 
FEIRA DO LIVRO
- Últimas notícias
- Galeria da Feira
- Expediente
- Hotsite Feira 2010
- Troféu Cultura Econômica
- Premiados
- Fotos Premiação 2011
 

08/11/2011 - 17h39min

Cartão com crédito para professores estimula a leitura e as vendas

Amanda Jansson

Marcos Nagelstein/JC
''Cartões trouxeram professores de volta à Feira'', analisa Zandomeneghi.
''Cartões trouxeram professores de volta à Feira'', analisa Zandomeneghi.

Iniciativa da prefeitura de Porto Alegre e da Câmara Riograndense do Livro (CRL), o cartão que dá aos professores municipais crédito de R$ 55 para serem gastos na 57ª Feira do Livro está agradando tanto a educadores quanto a comerciantes. Operado pela Refeisul, empresa do Banrisul, ele é aceito em dezenas de barracas espalhadas pelo evento no Centro Histórico da Capital até o dia 15 de novembro.

Para o livreiro Guiomar Beineke, da Livraria Entrelinhas, o incentivo serviu para, além de estimular as vendas, trazer o professor de volta à Feira do Livro. "Atendi uma senhora que me disse que fazia cinco anos que não vinha ao evento. Com o cartão, ela se sentiu estimulada a voltar", comemorou. "Além disso, esse valor aumenta as vendas da Feira como um todo, porque acaba diluído entre todas as bancas", explica.

Conforme a professora Daniela Araújo, é mais fácil estimular o aluno a ler quando o professor também se sente estimulado. "Quando nos sentimos incentivados assim a comprar livros, também conseguimos passar essa empolgação para o aluno", afirma, lembrando que várias colegas que não iam à Feira há algum tempo voltaram ao evento por causa do cartão."Eu já tinha o costume de ir todos os anos, mas muita gente está voltando por causa desses créditos", analisa.

Entre os livros que comprou, a professora Daniela destacou obras sobre a área em que atua, semântica e linguística. "São livros que uso para me atualizar e, claro, pretendo utilizar em sala de aula", afirma.

Já Vitor Zandomeneghui, da Livraria Terceiro Mundo, rebate as críticas ao que muitos disseram ser o pouco valor do crédito. "Claro que gostaríamos que esse valor fosse maior, mas com ele já dá pra comprar muita coisa de qualidade na Feira. Temos livros ótimos, clássicos, por R$ 5,00 ou R$ 10,00. Os saldos são de qualidade", afirma.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR