Porto Alegre, quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
29°C
28°C
19°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,3910 4,3930 0,64%
Turismo/SP 4,3200 4,6100 0,43%
Paralelo/SP 4,3300 4,6000 0,43%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
129372
Repita o código
neste campo
 
 
FEIRA DO LIVRO
- Últimas notícias
- Galeria da Feira
- Expediente
- Hotsite Feira 2010
- Troféu Cultura Econômica
- Premiados
- Fotos Premiação 2011
 

01/11/2011 - 18h32min

Seminário da Feira do Livro aborda o tema narrativas de viagem

Roberta Mello, especial para o JC

MARCOS NAGELSTEIN/JC
Ginia Gomes destacou a busca pelo exótico e diferente nas narrativas de viagem.
Ginia Gomes destacou a busca pelo exótico e diferente nas narrativas de viagem.

A Feira do Livro de Porto Alegre abordou, nesta terça-feira (1º), o tema viagem. Um dos eventos alusivos ao assunto foi o II Seminário Nacional de Crítica e Literatura, que abordou o tema Narrativas de viagem: navegar é preciso, com a participação dos professores Ginia Gomes e Paulo Ricardo Kralik Angelini e mediação de Rejane Pivetta de Oliveira.

Gomes falou sobre Mongólia, de Renato Carvalho. A obra surgiu após uma viagem do autor ao país que dá nome ao livro e traz a narrativa no formato “diário de viagem” de três personagens. 

Segundo Ginia, o que desperta o interesse pelas narrativas de viagem são a busca pelo exótico e o interesse em entender o outro. “O outro, o diferente, é o que seduz os viajantes. Isso é recorrente no texto de Renato Carvalho e no de muitos outros como, por exemplo, de Hans Staden”, explicou.

“Nós brasileiros somos fruto de uma viagem, somos filhos de gente que saiu da sua terra e veio ao Brasil tentar uma vida nova”, começou Paulo Angelini. “Até hoje essa busca por descobertas exteriores e interiores é o que nos move. A diferença é que com as evoluções tecnológicas surgiram novas formas de viajar. O carro foi concebido e ganhou status de membro da família”, disse Angelini. O professor falou ainda sobre a abordagem do automóvel na literatura portuguesa, principalmente no livro Jangada de Pedra, de José Saramago.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR