Porto Alegre, quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
29°C
28°C
19°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,3910 4,3930 0,64%
Turismo/SP 4,3200 4,6100 0,43%
Paralelo/SP 4,3300 4,6000 0,43%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
206128
Repita o código
neste campo
 
 
FEIRA DO LIVRO
- Últimas notícias
- Galeria da Feira
- Expediente
- Hotsite Feira 2010
- Troféu Cultura Econômica
- Premiados
- Fotos Premiação 2011
 

Notícia da edição impressa de 31/10/2011

Livro promove debate acerca da religião

Bruno Felin

MARCOS NAGELSTEIN/JC
Marcelo da Luz é autor de livro sobre crenças
Marcelo da Luz é autor de livro sobre crenças

Os debates acerca da religião costumam ser fervorosos, afinal, mexem com princípios muito particulares e com pensamentos que remetem à história da humanidade. O livro Onde a religião termina?, lançado na Feira do Livro pelo ex-padre católico Marcelo da Luz, entra justamente neste terreno perigoso e tenta desconstruir fundamentos das crenças religiosas. A obra pode ser encontrada na Praça da Alfândega.

Baseada nos estudos da conscienciologia propostos pelo pesquisador brasileiro Waldo Vieira (responsáveis por seu abandono da prática do sacerdócio), a obra apresenta argumentos relevantes quanto a supostas contradições na construção das religiões, às quais ele classifica como “enganos parapsíquicos”. Entre as teses defendidas pelo autor estão questões provocativas como a de que Jesus Cristo é apenas um mito, evangélicos são idólatras da Bíblia - para ele, um livro repleto de contradições e distorções - e o celibato causa infantilização, entre outros. Luz também aborda tabus históricos como a pedofilia e a homossexualidade, esta, segundo ele, bastante comum entre padres, obrigados a falar contra o que são - uma esquizofrenia do discurso cristão.

O autor explica que já alimentava uma série de dúvidas, mas “honestamente” acreditava na religião como um caminho menos pior. “A pesquisa mostrou que a vivência proposta pela religião, a discussão do sobrenatural, é possível a qualquer pessoa, qualquer consciência pode fazer uma experiência direta, sem intermediários”, prega ele. O tema da crítica à religião não é novidade. Autores como o biólogo britânico Richard Dawkins (autor do best-seller Deus é um delírio), o neurocientista americano Sam Harris (O fim da fé), e o jornalista britânico Christopher Hitchens (Deus não é grande) são exemplos conhecidos com produções semelhantes nos últimos anos. Marcelo da Luz as considera relevantes por trazerem o tema para debate, mas, segundo ele, os autores, por não conhecerem a mente religiosa “por dentro”, são mais agressivos, o que acaba causando o efeito contrário.

COMENTÁRIOS
laercio - 09/11/2011 - 17h15
Será que ele quer nos dizer q a fé não tem lógica e que os cristãos são cheios de defeitos? Pois se é isso ele tem toda razão e nenhum cristão consciente vai discordar com ele. Más o que ele está querendo com esse livro? Será que ele está querendo formar mais uma religião? A religião dos inconformado. Se ele realmente descobrisse que tudo no cristianismo fosse mito e Deus realmente não existe, ele apenas deixava de crer. Más escrever um livro pra que outros saibam que tudo é mentira, pois tudo isso me parece mais uma fé. A fé dos que não acredita no que se não dar pra acreditar. Boa sorte! Que Deus ajude rs...
imprimir IMPRIMIR