Porto Alegre, quinta-feira, 12 de dezembro de 2019.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
24°C
26°C
19°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,1200 4,1220 0,65%
Turismo/SP 4,0800 4,3280 0,45%
Paralelo/SP 4,0900 4,3200 0,46%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
820578
Repita o código
neste campo
 
 

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e as edições
dos últimos
5 anos do JC.


 
para folhear | modo texto
 
imprimir IMPRIMIR

Notícia da edição impressa de 22/12/2009

Petistas e tucanos comparam gestões no Planalto

O cenário nacional deve ser o mesmo das duas últimas eleições presidenciais, em 2002 e 2006, quando, além dos candidatos tucano e petista, outros dois nomes entraram no páreo. A novidade do pleito de 2010 será uma comparação entre dois ciclos de oito anos de gestão no Planalto - dos governos Fernando Henrique Cardoso, do PSDB (1995-2002), e Lula, do PT (2003-2010). O PT será representado pela ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, e o PSDB vai confirmar o governador de São Paulo, José Serra. A disputa também deve ter a presença do ex-ministro da Fazenda do governo de Itamar Franco, deputado federal Ciro Gomes (PSB), e da ex-ministra do Meio Ambiente do governo Lula, senadora Marina Silva (PV). É possível que partidos menores como PSTU, com Zé Maria, e PSDC, com José Maria Eymael, participem.

Dilma Rousseff

PT

A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, vem tendo sua imagem trabalhada desde 2008 para assumir a candidatura à sucessão de Lula. Na esteira dos altos índices de popularidade do presidente, Dilma é a aposta do PT para garantir o terceiro mandato ao partido no governo federal. Os resultados econômicos e sociais obtidos na atual gestão devem ser o ícone da campanha. O PMDB pode ser o parceiro estratégico na eleição, assim como tem sido no governo e no Congresso Nacional. Com isso, Dilma garantirá dois palanques em boa parte dos estados brasileiros.

PSB

Tem como potencial candidato o ex-governador do Ceará, Ciro Gomes, que já disputou a presidência da República nas eleições de 1998 e 2002 (ambas pelo PPS). Com uma trajetória expressiva, Ciro pode se consolidar como uma candidatura forte para fazer frente ao cenário que conta com a predominância do PSDB e do PT. Ciro chegou a ser assediado por petistas e tucanos, mas o PSB está determinado a trilhar com candidatura própria a disputa de 2010.

PDT

Lideranças chegaram a cogitar a hipótese de apoiar Aécio Neves (PSDB) para a presidência em 2010, mas o partido, que integra a base aliada do governo Lula, deve acabar confirmando apoio à candidatura de Dilma Rousseff. Ainda assim, existem movimentos pontuais para o lançamento da candidatura do senador Cristovam Buarque (PDT), que disputou o pleito de 2006.

PP

Integrante da base do governo Lula, deve apoiar candidatura do PT à presidência, embora dirigentes da sigla em alguns estados prefiram o candidato tucano.

José Serra

PSDB

O partido tende a confirmar a candidatura à presidência da República do governador de São Paulo, José Serra, já que o governador de Minas, Aécio Neves, anunciou neste mês que não é mais pré-candidato ao Planalto - ele deve concorrer a uma vaga ao Senado. As pesquisas de intenção de voto apontam vantagem de Serra em relação a todos os outros candidatos na corrida eleitoral.

DEM

Parceiro histórico do PSDB nas disputas presidenciais, o partido formalizou apoio aos tucanos para o pleito de 2010. Pode indicar o candidato a vice ou chancelar a chapa pura tucana.

PPS

Apoiará candidatura tucana à presidência, a partir de aliança formalizada com PSDB e DEM.

PTB

É da base de sustentação do governo Lula, mas segue indefinido sobre a disputa. A tendência defendida pelo presidente da sigla, Roberto Jefferson, é de não apoiar o PT, preferindo o PSDB.

Ciro Gomes

PSB

Tem como potencial candidato o ex-governador do Ceará, Ciro Gomes, que já disputou a presidência da República nas eleições de 1998 e 2002 (ambas pelo PPS). Com uma trajetória expressiva, Ciro pode se consolidar como uma candidatura forte para fazer frente ao cenário que conta com a predominância do PSDB e do PT. Ciro chegou a ser assediado por petistas e tucanos, mas o PSB está determinado a trilhar com candidatura própria a disputa de 2010.

Marina Silva

PV

Disputará a presidência da República com a ex-ministra do Meio Ambiente, Marina Silva (ex-PT). Com trajetória militante no movimento ambientalista, Marina deixou o governo Lula por divergir das políticas para o setor. Deve contar com o apoio do P-Sol.

P-Sol

Na aliança com o PV, deve indicar Heloisa Helena para a vaga ao Senado. A ex-senadora disputou a eleição presidencial em 2006 e hoje é vereadora de Maceió (AL).

COMENTÁRIOS
Marcos Antonio Backer - 30/12/2009 - 15h31
A senadora Marina Silva, está substituindo a ex-senadora e atual vadora Eloisa Elena, que tanto Criticou o partido eo governo que a elegeu. E como paga atiram pedras. Espero que como Cristã saiba ser coerente,para que não seja de senadora abatida a vereadora. Não vos enganeis as más conversações, corropem os bons costumes!!!!!!! devemos citicar, jogar pedra, ou orar, pela autoridade eminente do nosso páis?????????
imprimir IMPRIMIR