Porto Alegre, terça-feira, 22 de outubro de 2019.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
16°C
24°C
13°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,1300 4,1320 0,29%
Turismo/SP 4,0900 4,3420 0,50%
Paralelo/SP 4,1000 4,3400 0,69%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
812650
Repita o código
neste campo
 
 

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e as edições
dos últimos
5 anos do JC.


 
para folhear | modo texto
 
imprimir IMPRIMIR

Notícia da edição impressa de 14/06/2013

Readequação atrasa o prolongamento da Severo Dullius

SMGAE/DIVULGAÇÃO/JC
Pista será extendida em  2 km, perto do aeroporto
Pista será extendida em 2 km, perto do aeroporto

O prolongamento em 2,4 km da avenida Severo Dullius facilitará o acesso ao aeroporto Salgado Filho. O projeto, orçado em R$ 83 milhões, prevê conexões com a avenida Sertório, nas ruas Dona Alzira e Sérgio B. Dietrich, e deve ser uma rota alternativa à zona Norte para os veículos que ingressam na Capital pela BR-116.

Atualmente, o desvio exige um retorno pela avenida Ceará, que gera alguns congestionamenem dias de maior fluxo e nos horários de pico. No entanto, a obra planejada para maio de 2014 adquiriu maior complexidade em sua execução, em razão de dois aterros sanitário localizados no encontro entre a via e a rua Dona Alzira.

Apesar da licitação encaminhada, uma licença ambiental ainda trava o início das obras. O impasse é resultado da dificuldade de remoção do lixo. A ideia era alterar o local do depósito de lixo no próprio terreno, o que ampliaria o custo em R$ 4 milhões. Entretanto, a alternativa poderia atrair aves de grande porte em uma área bastante próxima ao aeroporto. O fato levou o Ministério Público a indeferir a operação, que também ficou inviabilizada junto ao V Comando Aéreo Regional (Comar).

Outra alternativa seria estruturar uma via elevada. Isso necessitaria de estacas superiores a 40 metros de profundidade, cravadas em solo resistente, abaixo do nível de armazenamento do aterro. A solução seria cara, cerca de R$ 50 milhões a mais, e, no momento em que se cravassem as estacas, ficaria difícil garantir que o chorume (líquido de odor forte e alto potencial de contaminação) não escorreria por camadas mais profundas do solo, chegando, inclusive, ao lençol freático.

Uma terceira opção cogitada envolvia a retirada de 120 mil metros cúbicos de lixo. A carga seria destinada a um reservatório no município de Minas do Leão, que fica a mais de 100 km da Capital. O transporte adicionaria uma conta de R$ 15 milhões ao investimento inicial.

Por isso, o traçado da via terá de ser desviado, o que elevará em 2 km a extensão da avenida. A nova rota não demanda a construção de dois canais hidráulicos previstos inicialmente, o que deixaria o valor orçado bastante próximo ao atual. Como o traçado obedecia a uma diretriz aprovada pelo Plano Diretor de Porto Alegre, será necessário esperar pela resolução de um procedimento interno na prefeitura municipal para reprogramar a ordem de início das obras - que permanece sem novos prazos estipulados.

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR