Porto Alegre, quarta-feira, 18 de setembro de 2019.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
15°C
25°C
12°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,0770 4,0790 0,26%
Turismo/SP 4,0400 4,2800 0%
Paralelo/SP 4,0500 4,2900 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
120550
Repita o código
neste campo
 
 

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e as edições
dos últimos
5 anos do JC.


 
para folhear | modo texto
 
imprimir IMPRIMIR

Notícia da edição impressa de 07/05/2013

Do mimeógrafo à impressão em cores

ARQUIVO/JC
Funcionários trabalham na preparação do jornal em linotipos
Funcionários trabalham na preparação do jornal em linotipos

A evolução editorial do Jornal do Comércio ao longo de oito décadas foi acompanhada pela modernização de sua impressão. Tudo começou com um mimeógrafo adquirido por Jenor Cardoso Jarros em 1933. Na década de 1940, pequenas impressoras passaram a ser usadas no trabalho. Eram complicadas de operar e frágeis - receberam dos funcionários os apelidos de “Mimosa” e “Dengosa”.

O ano de 1953 marca um novo formato do então Consultor do Comércio e também a aquisição de uma impressora meia-folha, a Mercedes Original Glockner. A máquina, que exigia uma preparação com linotipos e uso de chumbo, foi utilizada até 1970. Nesse ano, em 9 de novembro, o Jornal do Comércio passou a imprimir em offset.

Uma máquina Goss Community havia sido encomendada por Jenor Cardoso Jarros, que não pôde acompanhar sua operação, pois faleceu em 1969. A estreia em offset foi alvo de grande expectativa. Sua estreia foi uma festa, com direito a desfile da máquina em veículos identificados e presença de autoridades na primeira impressão.

Adaptada, a rotativa segue em uso até hoje. Mas o parque gráfico foi muito modernizado de lá para cá, especialmente nos últimos 15 anos, na gestão de Mércio Tumelero como
diretor-presidente do JC.

O Jornal do Comércio tem uma das melhores impressões do País, e as páginas de sua edição são todas coloridas. Quem comandou esse trabalho técnico nas últimas duas décadas foi o gerente industrial do jornal, Giacomo Baglio. A offset de 1970 foi reformada, dando origem a uma rotativa de cinco unidades.

A partir daí, em 1998, o desafio seguinte foi tornar algumas páginas do jornal coloridas, especialmente capa e contracapa, o que passou a ocorrer em outubro de 1999. Pouco a pouco, novas máquinas foram adquiridas e o processo modernizado, com a extinção da etapa do fotolito e uma impressão totalmente colorida a partir de 2008. Hoje, o jornal tem 27 unidades distribuídas em três rotativas. Duas delas, formadas por seis torres motorizadas, imprimem 24 páginas coloridas cada, enquanto a terceira, dedicada a cadernos que levam publicações legais, pode imprimir outras 24 páginas em preto e branco. Ao todo, são 72 páginas em formato tabloide que podem ser impressas simultaneamente, com uma capacidade de 18 mil exemplares por hora.


Modernização do jornal nos últimos 15 anos chegou a todos os setores, como o de impressão, que passou de 5 unidades e uma rotativa para 27 unidades e três rotativas.

 JOÃO MATTOS/JC
COMENTÁRIOS
Nenhum comentário encontrado.

imprimir IMPRIMIR