OLÁ, ASSINE O JC E TENHA ACESSO LIVRE A TODAS AS NOTÍCIAS DO JORNAL.

JÁ SOU ASSINANTE

Entre com seus dados
e boa leitura!

Digite seu E-MAIL, CPF ou CNPJ e você receberá o passo a passo para refazer sua senha através do e-mail cadastrado:


QUERO ASSINAR!

Cadastre-se e veja todas as
vantagens de assinar o JC!


Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Faça cadastro no site do JC para comentar.

Não é necessário ser assinante

Já é cadastrado?
COMENTAR |
Notícia da edição impressa de 05 de Agosto de 2022.

IGREJINHA -

Jornal Cidades
O município de Igrejinha confirmou o primeiro caso de monkeypox, conhecida como varíola dos macacos, no município O caso foi atendido em uma das Unidades de Saúde da Família municipais. O paciente apresentou quadro clínico compatível com fase tardia de evolução, cicatrização das lesões. Corresponde a um homem de 48 anos que mudou-se para a cidade há cerca de 20 dias, reside sozinho, não tem familiares residentes em igrejinha. O homem residia em Canoas e, de acordo com a história clínica, o contágio não aconteceu em Igrejinha, caracterizando caso importado de monkeypox. O usuário permanece em isolamento domiciliar, passa bem, sem complicações até o momento. Segundo a secretaria de Saúde, tem sido acompanhado pela equipe de Estratégia Saúde da Família que, em conjunto com a equipe de Vigilância em Saúde, realizou a identificação e monitoramento dos contatos.

O município de Igrejinha confirmou o primeiro caso de monkeypox, conhecida como varíola dos macacos, no município O caso foi atendido em uma das Unidades de Saúde da Família municipais. O paciente apresentou quadro clínico compatível com fase tardia de evolução, cicatrização das lesões. Corresponde a um homem de 48 anos que mudou-se para a cidade há cerca de 20 dias, reside sozinho, não tem familiares residentes em igrejinha. O homem residia em Canoas e, de acordo com a história clínica, o contágio não aconteceu em Igrejinha, caracterizando caso importado de monkeypox. O usuário permanece em isolamento domiciliar, passa bem, sem complicações até o momento. Segundo a secretaria de Saúde, tem sido acompanhado pela equipe de Estratégia Saúde da Família que, em conjunto com a equipe de Vigilância em Saúde, realizou a identificação e monitoramento dos contatos.

Comentários CORRIGIR TEXTO
CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

Leia também

Desde 1996 o Jornal Cidades dedica-se exclusivamente a evidenciar os destaques dos municípios gaúchos. A economia de cada região é divulgada no jornal, que serve também de espaço para publicação de editais de licitação. Entre em contato conosco e anuncie nessa mídia adequada e dirigida às Prefeituras de todo o RS.

Informações e anúncios - Fone: (51) 3221.8633
E-mail: [email protected]


www.jornalcidades.com.br