OLÁ, ASSINE O JC E TENHA ACESSO LIVRE A TODAS AS NOTÍCIAS DO JORNAL.

JÁ SOU ASSINANTE

Entre com seus dados
e boa leitura!

Digite seu CPF, CNPJ ou E-mail para criar suas credenciais e acessar a versão eletrônica do Jornal.


QUERO ASSINAR!

Cadastre-se e veja todas as
vantagens de assinar o JC!


Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR |
AGRO Notícia da edição impressa de 24 de Junho de 2022.

Pesquisa identifica perfil dos produtores de lúpulo no RS

Questionário foi feito por pesquisadores e tem o intuito de monitorar evolução do plantio pelo interior

Questionário foi feito por pesquisadores e tem o intuito de monitorar evolução do plantio pelo interior


/Fernando Dias/DIVULGAÇÃO/CIDADES
Agências
Os produtores de lúpulo do Rio Grande do Sul são jovens, a maioria é do sexo masculino, produz em áreas com até cinco hectares, pretende ampliar o cultivo, está na atividade há no máximo três anos, produz suas próprias mudas e utiliza sistema de irrigação. Os dados fazem parte de um questionário, respondido por 40 produtores gaúchos participantes do Projeto Monitoramento e Desenvolvimento da Cultura do Lúpulo. Os resultados foram apresentados no Seminário sobre Produção de Lúpulo no RS, que ocorreu nesta semana, de forma online.

Os produtores de lúpulo do Rio Grande do Sul são jovens, a maioria é do sexo masculino, produz em áreas com até cinco hectares, pretende ampliar o cultivo, está na atividade há no máximo três anos, produz suas próprias mudas e utiliza sistema de irrigação. Os dados fazem parte de um questionário, respondido por 40 produtores gaúchos participantes do Projeto Monitoramento e Desenvolvimento da Cultura do Lúpulo. Os resultados foram apresentados no Seminário sobre Produção de Lúpulo no RS, que ocorreu nesta semana, de forma online.

O projeto está no seu segundo ano e é desenvolvido pelo Departamento de Diagnóstico e Pesquisa Agropecuária da secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, em parceria com a Emater, Universidade de Caxias do Sul (UCS) e Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs). São 40 produtores de 32 municípios, sendo que a maioria está concentrada nas regiões Norte, Nordeste e Centro. No primeiro ano do projeto participaram nove produtores da Serra, Campos de Cima da Serra e Hortências.

A pesquisa mostrou que 55% têm idade entre 30 e 39 anos, e 20% tem entre 50 e 59 anos. Além disso, a ampla maioria (90%) é de homem, sendo 75% proprietários da terra e 50% deles estão na atividade há menos de três anos.

No RS, são cerca de 20 variedades de lúpulo produzidos. "Cada variedade é indicada para a produção de um tipo de cerveja, por isso as diversas variedades cultivadas no Rio Grande do Sul", destaca o engenheiro agrônomo Carlos Alberto Oliveira, do Centro Estadual de Diagnóstico e Pesquisa em Vitivinicultura de Caxias do Sul. A maioria dos produtores gaúchos usa o sistema de irrigação do tipo gotejamento para a cultura, e faz a sua própria produção de mudas. Os sistemas mais utilizados são de treliça alta em V, treliça alta com haste única e latada.

"Os principais destinos do lúpulo são a produção própria de cerveja (62,5%), cervejarias artesanais (50%) e microcervejarias (45%). A entrega para grandes cervejarias ainda é pequena", destaca o pesquisador. Segundo Oliveira, a demanda é muito grande, já que 90% do lúpulo são importados.

"É um cultivo que está em expansão no país, vários produtores têm interesse no lúpulo e o aumento da área cultivada mostra isso", destaca o médico veterinário Alexander Cenci, pesquisador da secretaria da Agricultura. Para ele, as novas dinâmicas do mercado cervejeiro estão abrindo os mercados, e a parceria que está sendo desenvolvida entre universidades, pesquisadores, produtores, Emater e secretaria da Agricultura é muito importante para o fortalecimento desta nova cadeia produtiva.

Comentários CORRIGIR TEXTO
CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

Desde 1996 o Jornal Cidades dedica-se exclusivamente a evidenciar os destaques dos municípios gaúchos. A economia de cada região é divulgada no jornal, que serve também de espaço para publicação de editais de licitação. Entre em contato conosco e anuncie nessa mídia adequada e dirigida às Prefeituras de todo o RS.

Informações e anúncios - Fone: (51) 3221.8633
E-mail: [email protected]


www.jornalcidades.com.br