Porto Alegre, domingo, 19 de janeiro de 2020.

Jornal do Comércio

ASSINE O FEED

Discutindo Paulo Flores

10/01/2020

Como faço todos os anos, aproveito este período de férias, em que temos menor programação no campo das artes cênicas, para chamar a atenção e resenhar alguns livros que tratam de nosso tema. Evidentemente que, com o início do Porto Verão Alegre, já teremos assuntos para comentar, na medida em que alguns espetáculos que não cheguei a assistir ao longo da temporada, por motivos diversos, poderão ser agora conferidos, além de haver estreias que antecipam a temporada de 2020.

Balanço de 2019 - Parte 4: Programação se manteve até metade de dezembro

03/01/2020

Outubro iniciou-se com a estreia da Cia. Teatro Lumbra, de teatro de bonecos, com transcriações de clássicos da literatura para o palco

Balanço de 2019 - Parte 3: A novidade das óperas barrocas de câmara

27/12/2019

Dando continuidade à resenha do ano de 2019 nas artes cênicas, entramos o mês de maio com o festival do Palco Giratório do Sesc, a que já dedicamos parte da coluna passada.

Balanço de 2019 - Parte 2: Os festivais diminuíram, mas resistiram

19/12/2019

O grande desafio do ano que está se encerrando foi manter as rotinas, no campo das artes, em especial das artes cênicas, pela crescente dificuldade quanto ao financiamento das produções, inclusive para as viagens através do extenso território brasileiro

Balanço 2019 - Parte 1: Apesar do desmonte da Cultura

12/12/2019

Tinha-se muita preocupação com o que viria a acontecer na nova administração federal em relação à Educação e à Cultura. Com a conclusão do primeiro ano de governo, os piores temores foram ultrapassados

O Teatro Colón, de Bogotá

06/12/2019

Na semana passada, participando do XVI Congresso da Ibercom, tive a oportunidade de, na quinta feira, assistir a um concerto da Orquestra Sinfónica Nacional de Colómbia, que propôs um programa bastante desafiador: de um lado, o Concerto para piano e orquestra nº 1, de Rachmaninov, com a pianista russa Natasha Paremski, com solista; de outro, a Quinta sinfonia, de Beethoven, sob a regência do búlgaro Rossen Milanov, que já dirigiu, inclusive a orquestra local.

Explorando contradições

29/11/2019

Estreou, na última semana, o espetáculo Sambaracotu, uma criação triplamente assinada por Carlota Albuquerque (coreografia), Álvaro Rosacosta (trilha sonora) e Simone Rasslan (direção musical)

A outridade incompreendida

22/11/2019

Primeira dramaturga indiana a ser reconhecida no exterior de seu país, Manjula Padmanabhan é filha de diplomatas

MAIS NOTÍCIAS