Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Seleção Brasileira

- Publicada em 22 de Setembro de 2022 às 20:02

Brasil encara Gana com super ataque e Militão na lateral

Tite testa 'equilíbrio' e coloca Éder Militão na lateral-direita

Tite testa 'equilíbrio' e coloca Éder Militão na lateral-direita


LUCAS FIGUEIREDO/CBF/JC
A seleção brasileira enfrentará Gana, nesta sexta-feira (23), às 15h30min (horário de Brasília), com o "superataque" testado por Tite ao longo da semana. No último treinamento antes do amistoso, em Le Havre (França), o treinador manteve o time com Éder Militão deslocado para a lateral-direita, Casemiro como único volante, e Neymar como meia.
A seleção brasileira enfrentará Gana, nesta sexta-feira (23), às 15h30min (horário de Brasília), com o "superataque" testado por Tite ao longo da semana. No último treinamento antes do amistoso, em Le Havre (França), o treinador manteve o time com Éder Militão deslocado para a lateral-direita, Casemiro como único volante, e Neymar como meia.
Assim, a seleção deve começar jogando com Alisson; Militão, Marquinhos, Thiago Silva e Alex Telles; Casemiro; Paquetá e Neymar; Raphinha, Richarlison e Vini Jr. É a primeira vez que esta formação começará uma partida, faltando menos de dois meses para a Copa do Mundo do Catar, que começa em 20 de novembro - o Brasil estreia contra a Sérvia, no dia 24.
Perguntado sobre o que testar diante de Gana, Tite foi direto: "Equilíbrio". Na prática, a nova escalação significa testes nos três setores. O primeiro é na defesa. Com Militão na lateral, Tite abre a possibilidade de convocar apenas três jogadores da posição, usando um zagueiro improvisado caso seja necessário. A mudança pode significar um movimento no sentido de não levar Daniel Alves, que ficou fora da lista contra Gana e Tunísia.
No meio-campo, a principal novidade é a presença de apenas Casemiro como volante defensivo. O segundo homem será Lucas Paquetá, jogando mais recuado do que costumava no Lyon e atualmente no West Ham. Neymar completa o setor, atuando por trás da linha de atacantes.
A nova formação tem como objetivo, ainda segundo Tite, potencializar o trabalho dos pontas de velocidade - Vini Jr pela esquerda e Raphinha pela direita. Richarlison, o centroavante, foi testado em muitos momentos numa posição em que jogava de costas para o gol, tabelando com Neymar e Paquetá. Nessas situações, o Brasil com a bola atacava com os cinco jogadores.
A seleção de Gana, por sua vez, comandada por Otto Addo, deve ir a campo inicialmente com Ofori; Daniel Amartey, Djiku e Mohammed Salisu; Lamptey, Thomas Partey, Iddrisu Baba e Abdul Baba; Jordan Ayew, Kudus e Sulemana.
 
Folhapress
Conteúdo Publicitário
Leia também
Comentários CORRIGIR TEXTO