Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Mercado Financeiro

- Publicada em 23 de Novembro de 2022 às 11:16

Dólar à vista reduz queda de olho em petróleo e PEC

O dólar à vista ainda sustenta baixa moderada diante do leve apetite por risco em Nova York

O dólar à vista ainda sustenta baixa moderada diante do leve apetite por risco em Nova York


MARCELLO CASAL JR/AGÊNCIA BRASIL/JC
Agência Estado
O dólar reduziu a queda intradia no mercado à vista na manhã desta quarta-feira (23), enquanto os juros futuros passaram a subir e o Ibovespa futuro virou para baixo, após leve ganho nos primeiros negócios.
O dólar reduziu a queda intradia no mercado à vista na manhã desta quarta-feira (23), enquanto os juros futuros passaram a subir e o Ibovespa futuro virou para baixo, após leve ganho nos primeiros negócios.
Os ativos financeiro locais ajustam-se em meio a perdas de mais de 2% do petróleo, pressionado pelo avanço das discussões sobre um teto de preço ao petróleo russo e após alívio inicial na esteira de um acordo sobre a PEC da Transição, com perspectivas de que a proposta poderá ser protocolada no Senado ainda nesta quarta-feira.
A percepção é de que o valor acordado extrateto de gastos na PEC de R$ 160 bilhões, por prazo de quatro anos, ainda é alto em relação a propostas alternativas apresentadas no começo da semana com valores de R$ 70 bilhões a R$ 80 bilhões, bem como o prazo de validade. Ainda pode estar pesando o fato de que o debate sobre ancora fiscal que irá substituir o teto de gastos deve ficar para depois.
O dólar à vista ainda sustenta baixa moderada diante do leve apetite por risco em Nova York, onde os futuros das bolsas exibem altas discretas e o dólar recua frente pares principais e algumas divisas emergentes em manhã de espera por vários dados de atividade americanos, projeções de inflação no país e pela publicação à tarde da ata do último encontro monetário do Federal Reserve (Fed, o banco central americano).
Às 9h15 desta quarta, o dólar à vista caía 0,11%, a R$ 5,3737, ante mínima a R$ 5,3462 e máxima, a R$ 5,3757. O dólar para dezembro subia 0,18%, a R$ 5,3805, após recuar à mínima a R$ 5,3510.
Conteúdo Publicitário
Leia também
Comentários CORRIGIR TEXTO