Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Mercado Financeiro

- Publicada em 21 de Novembro de 2022 às 08:09

Bolsas da Ásia fecham em baixa, com temores por covid-19 na China

A bolsa de Xangai fechou em baixa de 0,39%, a 3.085,04 pontos

A bolsa de Xangai fechou em baixa de 0,39%, a 3.085,04 pontos


Sam Yeh / AFP/ JC
Agência Estado
As bolsas asiáticas fecharam em queda nesta segunda-feira (21), com exceção de Tóquio, à medida que ponderam impactos da atual onda de casos de Covid-19 na China, que apresentou piora nos últimos dias e fez com que autoridades locais ordenassem novos lockdowns. Os recuos também ocorrem após sinalizações hawkish de dirigentes dos principais bancos centrais do mundo.
As bolsas asiáticas fecharam em queda nesta segunda-feira (21), com exceção de Tóquio, à medida que ponderam impactos da atual onda de casos de Covid-19 na China, que apresentou piora nos últimos dias e fez com que autoridades locais ordenassem novos lockdowns. Os recuos também ocorrem após sinalizações hawkish de dirigentes dos principais bancos centrais do mundo.
Neste domingo, a China anunciou a primeira morte por Covid-19 no país nos últimos seis meses, em um momento de aumento de casos na nação. Segundo a Comissão Nacional de Saúde do país, mais de 26 mil casos foram identificados hoje, maior contagem em sete meses, e mais dois pacientes foram à óbito por conta da doença.
Em resposta, autoridades voltaram a restringir a circulação da população em certa regiões, como no distrito de Baiyun, na metrópole Guangzhou, que ficará em quarentena até o dia 25. Já no distrito de Huizhu, uma nova rodada de testes em massa foi ordenada, em meio a relatos de trabalhadores sendo impedidos de entrar em suas casas, disse o governo local neste domingo.
Com a piora nas infecções, a Oxford Economics prevê que a China só deixará de vez a política de Covid zero no segundo semestre de 2023, em postura mais cautelosa do que espera o mercado. Até lá, Pequim vai adotar algumas mudanças, em espécie de abordagem por fases em direção a uma reabertura mais abrangente.
A bolsa de Xangai fechou em baixa de 0,39%, a 3.085,04 pontos, enquanto o índice de menor abrangência Shenxhen Composto teve leve recuo de 0,04%, a 2.028,51 pontos. Já em Hong Kong, o Hang Seng teve queda de 1,87%, a 17.655,91 pontos, com ações de restaurantes e varejistas entre os principais penalizados. A operadora de restaurantes Haidilao International Holding, por exemplo, tombou 7,13%, e a Chow Tai Fook Jewellery Group perdeu 6% hoje.
Outra preocupação de investidores na Ásia, o tom agressivo de dirigentes do Federal Reserve (Fed) modera as expectativas do mercado de que o ciclo de aperto monetário nos EUA pode terminar em breve. Com isso, o setor de alta tecnologia liderou as baixas do índice sul-coreano Kospi hoje, que caiu 1,02%, a 2.419,50 pontos. Entre ações, a Sebang Battery baixou 9,94%, e a LG Energy Solution recuou 4,2%.
Exceção nesta segunda-feira, o índice Nikkei, de Tóquio, teve alta modesta de 0,16%, a 27.944,79. Entre outros mercados, o taiwanês Taiex recuou 0,38%, a 14.449,39 pontos, e o australiano S&P/ASX 200 baixou 0,17%, a 7.139,30 pontos. (Com informações de Dow Jones Newswires e Associated Press).
Conteúdo Publicitário
Leia também
Comentários CORRIGIR TEXTO