Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Cinema

- Publicada em 16 de Setembro de 2023 às 13:05

Sala Redenção recebe estreia de documentários sobre a Casa Estudantil Universitária de Porto Alegre

Duas partes de 'Antes que a Casa Caia' registram dificuldade para preservação de prédios da CEUPA

Duas partes de 'Antes que a Casa Caia' registram dificuldade para preservação de prédios da CEUPA


SALA REDENÇÃO/DIVULGAÇÃO/JC
Nesta segunda-feira (18), às 19h, a Sala Redenção (Rua Eng. Luiz Englert, 333) apresenta a sessão de estreia de dois documentários que abordam a Casa Estudantil Universitária de Porto Alegre (CEUPA). Intitulados Antes que a Casa Caia (2022) e Antes que a Casa Caia 2 (2023), os filmes contam com a direção de um ex-morador da Casa, Luis Henrique Silveira. A exibição é seguida de um bate-papo com o diretor, com a professora e fotógrafa Marina Chiapinotto, e com o presidente da moradia estudantil, Gutiélis de Vargas. A entrada é franca e aberta à comunidade em geral.
Nesta segunda-feira (18), às 19h, a Sala Redenção (Rua Eng. Luiz Englert, 333) apresenta a sessão de estreia de dois documentários que abordam a Casa Estudantil Universitária de Porto Alegre (CEUPA). Intitulados Antes que a Casa Caia (2022) e Antes que a Casa Caia 2 (2023), os filmes contam com a direção de um ex-morador da Casa, Luis Henrique Silveira. A exibição é seguida de um bate-papo com o diretor, com a professora e fotógrafa Marina Chiapinotto, e com o presidente da moradia estudantil, Gutiélis de Vargas. A entrada é franca e aberta à comunidade em geral.
Antes que a Casa Caia (2022) apresenta as dificuldades de manutenção dos três prédios centenários da CEUPA, todos localizados na Cidade Baixa. O filme também acompanha a visita de um grupo de ex-moradores, que retornam ao local depois de muitos anos. Antes que a Casa Caia 2 (2023) retrata o CEUPA FEST, evento que reuniu atuais e antigos residentes da Casa Estudantil para uma confraternização. O evento contou com visita às três Casas e com uma exposição fotográfica de Marina Chiapinotto.

Os dois filmes fazem parte de uma campanha que visa a arrecadação de recursos para a realização de reformas nos prédios. Atualmente, as construções abrigam cerca de 60 estudantes carentes, cujas famílias residem fora da capital.