Porto Alegre, quinta-feira, 12 de maio de 2022.
Dia da Enfermagem.
Porto Alegre,
quinta-feira, 12 de maio de 2022.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Judiciário

- Publicada em 11/05/2022 às 18h54min.

Tribunal de Justiça gaúcho trabalha na digitalização de todos os processos

Desembargadores Delgado Neto, Lizete Sebben, Iris Helena e Amaro da Silveira visitaram o JC

Desembargadores Delgado Neto, Lizete Sebben, Iris Helena e Amaro da Silveira visitaram o JC


ANDRESSA PUFAL/JC
A nova gestão à frente do Tribunal de Justiça (TJ) do Rio Grande do Sul está completando 100 dias de atividades. A presidente do TJ, desembargadora Iris Helena Medeiros Nogueira, destaca que há muitos desafios pela frente, mas observa que o trabalho é também de continuidade da gestão anterior, comandada pelo desembargador Voltaire Lima Moraes.
A nova gestão à frente do Tribunal de Justiça (TJ) do Rio Grande do Sul está completando 100 dias de atividades. A presidente do TJ, desembargadora Iris Helena Medeiros Nogueira, destaca que há muitos desafios pela frente, mas observa que o trabalho é também de continuidade da gestão anterior, comandada pelo desembargador Voltaire Lima Moraes.
Iris Helena cita, por exemplo, o trabalho de digitalização que está sendo feito em todos os processos do TJ. A empreitada está em andamento, colocando em meio digital os documentos do tribunal. Os novos processos já nascem eletrônicos. Com isso, gradativamente, o uso da papel vai sendo substituído pelo digital.
Ainda no campo da informática, outra preocupação é evitar ataques hackers, como o que o TJ foi alvo durante a pandemia. Primeiro vice-presidente do tribunal, o desembargador Alberto Delgado Neto – que também lidera o Conselho de Informática da instituição – observa que o tribunal vem avançando, tanto em digitalização, quanto em proteção aos seus sistemas.
Nesse aspecto, a presidente Iris Nogueira observa que houve uma recuperação do sistema atingido e com a recuperação total dos sistemas após o ataque hacker, sem a perda de nenhum documento. Delgado Neto complementa que o TJ é alvo de centenas de ataques, diariamente.
Em relação às atividades processuais, o Rio Grande do Sul segue sendo o estado com o maior número de processos proporcionalmente. Para dar celeridade aos trâmites das demandas dos gaúchos, o serviço de conciliação e os tribunais especializados – que tratam do que popularmente se chama “pequenas causas” – prestam um importante auxílio para desafogar o trabalho de dar encaminhamento aos processos. Iris Nogueira destaca ainda a importância de cuidar das pessoas que trabalham no Judiciário.
Outro ponto importante, no contexto atual, é a harmonia entre os Poderes no Rio Grande do Sul, com boa interação entre Judiciário, Legislativo e Executivo. A presidente do TJ, inclusive, deverá assumir o governo do Estado nas próximas semanas. Isso porque o governador Ranolfo Vieira Júnior (PSDB) fará uma viagem internacional. Como o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Valdeci Oliveira (PT), deverá concorrer nas eleições de outubro e se assumisse o cargo no Executivo seria impedido de se candidatar, Iris Nogueira deverá assumir a chefia do Executivo. Ela encara com naturalidade a possibilidade de vir a ser governadora, embora saliente que sua atribuição é o Judiciário.
A presidente do TJ, o desembargador Delgado Neto, bem como o 2º vice-presidente do TJ, Antonio Vinicius Amaro da Silveira, e a 3ª vice, desembargadora Lizete Andreis Sebben, fizeram uma visita de cortesia ao Jornal do Comércio nesta quarta-feira (11), quando foram recebidos pelo diretor-presidente do JC, Mércio Tumelero, e pelo diretor de Operações, Giovanni Jarros Tumelero.
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO