Porto Alegre, quinta-feira, 02 de dezembro de 2021.
Dia Nacional do Astrônomo. Dia do Samba. Dia Pan-Americano da Saúde.
Porto Alegre,
quinta-feira, 02 de dezembro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Câmara de Porto Alegre

- Publicada em 01/12/2021 às 20h15min.

Vereadores aprovam limite de idade para ingressar na Guarda Municipal

Votação de projetos de lei movimentou a sessão plenária nesta quarta-feira (1)

Votação de projetos de lei movimentou a sessão plenária nesta quarta-feira (1)


Elson Sempé Pedroso/CMPA
João Gabriel Pezzini
Agora a idade máxima para os candidatos à Guarda Municipal passa a ser de 25 anos. O projeto de autoria do Executivo da Capital foi aprovado na sessão desta quarta-feira (1), na Câmara de Porto Alegre, por 23 votos sim e oito votos não. Os representantes do governo justificam o limite de idade como uma oxigenação da Guarda Municipal, que necessita de membros mais jovens para fazer o serviço com mais eficiência.
Agora a idade máxima para os candidatos à Guarda Municipal passa a ser de 25 anos. O projeto de autoria do Executivo da Capital foi aprovado na sessão desta quarta-feira (1), na Câmara de Porto Alegre, por 23 votos sim e oito votos não. Os representantes do governo justificam o limite de idade como uma oxigenação da Guarda Municipal, que necessita de membros mais jovens para fazer o serviço com mais eficiência.
Também foi aprovado na ordem do dia, o projeto de lei da vereadora Mari Pimentel (Novo), que implementa uma política de transparência nas escolas públicas da Capital. A ideia do projeto é que fique disponibilizado no site da prefeitura, informações sobre as escolas de Porto Alegre, como número de alunos, número de professores, assiduidade dos funcionários, entre outras informações relevantes.Segundo a autora do projeto, é uma maneira do cidadão saber o que o governo faz com seu dinheiro público.
"Nesse sentido, pelo cuidado que devemos ter no uso do escasso dinheiro público, torna-se necessário que os administradores disponibilizem aos cidadãos as ferramentas necessárias para que tenham acesso à informação e possam fiscalizar o andamento da gestão"
Outro projeto aprovado foi o de autoria da vereadora Monica Leal (PP) que determina que a execução dos hinos nacional e rio-grandense entre para o rol de deveres dos vereadores. O projeto causou bastante controvérsia, principalmente entre a bancada negra da casa, que não se sente à vontade para cantar o hino rio-grandense, por, segundo eles, conter uma estrofe racista.
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO