Porto Alegre, terça-feira, 30 de novembro de 2021.
Dia da Reforma Agrária.
Porto Alegre,
terça-feira, 30 de novembro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Governo Federal

- Publicada em 30/11/2021 às 16h54min.

Maia afirma que Guedes cria narrativas falsas acerca de emendas de relator

Maia rebateu alegações de Guedes de que as emendas de relator foram criadas em 2019

Maia rebateu alegações de Guedes de que as emendas de relator foram criadas em 2019


TOMAZ SILVA/AGÊNCIA BRASIL/JC
Após o ministro da Economia, Paulo Guedes, alegar nesta terça-feira (30) que as emendas de relator foram criadas em 2019, o deputado federal Rodrigo Maia (sem partido-RJ), que presidia a Câmara dos Deputados na época, afirmou que não trabalhou em um modelo orçamentário sem transparência. Maia também disse que Guedes está desmoralizado e por isso cria narrativas falsas.
Após o ministro da Economia, Paulo Guedes, alegar nesta terça-feira (30) que as emendas de relator foram criadas em 2019, o deputado federal Rodrigo Maia (sem partido-RJ), que presidia a Câmara dos Deputados na época, afirmou que não trabalhou em um modelo orçamentário sem transparência. Maia também disse que Guedes está desmoralizado e por isso cria narrativas falsas.
"Paulo Guedes está desesperado. Sabe que está desmoralizado e fica criando narrativas falsas. As emendas de relator, RP9, foram criadas no final de 2019, mas em 2020 não foram regulamentadas. Isso começa a partir de 2021, quando o próprio Guedes faz acordos com parte da Câmara", alegou Maia no Twitter.
Nesta terça-feira (30) em evento com empresários, Paulo Guedes disse que as emendas foram utilizadas na época de Maia em um valor superior do atual. "Quando o presidente da Câmara era o Rodrigo Maia, houve o pedido dele de R$ 30 bilhões para o Domingos Neto (PSD-CE) que seria o relator do Orçamento da época. Era o dobro de hoje, e não houve essa convulsão toda." Na proposta que regulamenta o orçamento secreto, as emendas de relator ainda poderiam superar R$ 16 bilhões em 2022.
Em entrevista ao site Antagonista, Maia falou que nunca teve o instrumento das emendas RP9 na "mão", pois era da oposição do governo. "Como eu era oposição do governo, nunca tive esse instrumento na mão e nunca quis tê-lo. O problema do RP9 é que virou um orçamento paralelo, que não é nem aprovado."
"Paulo Guedes precisa entender que o meu caráter é muito diferente do dele. Eu nunca usaria o Orçamento para ameaçar os deputados como estão fazendo. E também não trabalharia um modelo que gerasse um orçamento paralelo e sem transparência." acrescentou o deputado nas redes sociais.
Agência Estado
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO