Porto Alegre, quinta-feira, 25 de novembro de 2021.
Dia do Doador de Sangue. Feriado nos EUA - Dia de Ação de Graças.
Porto Alegre,
quinta-feira, 25 de novembro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Eleições

- Publicada em 24/11/2021 às 20h42min.

TRE lança campanha para aumentar a confiança da população na Democracia

Ação regional da Justiça Eleitoral acontece há menos de um ano das eleições de 2022

Ação regional da Justiça Eleitoral acontece há menos de um ano das eleições de 2022


ANDRESSA PUFAL/JC
Adriana Lampert
O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul (TRE-RS) lançou, no final da tarde desta quarta-feira (24), a campanha Justiça Eleitoral: Democracia com Confiança e Transparência.
O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul (TRE-RS) lançou, no final da tarde desta quarta-feira (24), a campanha Justiça Eleitoral: Democracia com Confiança e Transparência.
 
A iniciativa da Comissão de Enfrentamento à Desinformação da Instituição tem objetivo de aumentar a confiança da população na Democracia. Pensada para ser disseminada em formato multimídia, a ação regional acontece há menos de um ano das eleições para presidente, governadores e parlamentares federais e estaduais no País.
 
Durante o evento de apresentação, realizado no plenário do TRE-RS, o presidente da casa, desembargador Arminio José Abreu Lima da Rosa, sinalizou a necessidade de reafirmar a imagem de segurança, transparência e comprometimento da Justiça Eleitoral com a legitimidade do processo de uma eleição, desde sua preparação e a realização até a apuração dos votos.
 
Segundo Rosa, isso ocorre por conta da escalada mundial do fenômeno de desinformação, em meio à uma série de manifestações públicas veiculadas nas redes sociais que apontam para um "considerável declínio" da percepção de confiabilidade e de conhecimento da população quanto ao atual sistema de votação, explicou Rosa. "Esta é uma tendência que se estabeleceu e tende ao crescimento", advertiu.
 
Idealizador do projeto, o desembargador Jorge Luís Dall'Agnol destacou que já em 2018 a maioria (85%) dos usuários de redes sociais no Brasil já demonstravam preocupação com a disseminação de fakenews. Segundo ele, inclusive consta no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) um relatório do Facebook que aponta o País como campeão mundial de notícias fraudulentas.
 
De acordo com o levantamento, de um universo de 35% de conversas políticas postadas na plataforma, apenas 3% partiram de contas lícitas no período do estudo feito pelo Facebook. "Aprendemos a lição no passado e agora queremos fazer o tema de casa", ilustrou o desembargador, observando que a alfabetização digital e a informação midiática são ferramentas fundamentais da democracia nos dias atuais.
 
"Neste sentido, para a Justiça interagir com o usuário e interferir no discurso político com ética, é preciso que ocorra um diálogo que se utilize da mesma linguagem dos usuários das redes sociais", justificou Dall'Agnol.
 
Para garantir que o conteúdo seja divulgado de forma atualizada e acessível, o grupo de estudos e estratégias para o enfrentamento da desinformação do TRE-RS convidou a Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) a participar da iniciativa. A partir da parceria, a campanha foi formulada por alunos da instituição de ensino, e pensada para ser disseminada em linguagem coloquial.
 
Foram criados cards para redes sociais, como o Instagram; filme publicitário para a televisão; e até conteúdo para o Tik Tok, rede acessada por uma maioria de adolescentes. Nesta última plataforma, o objetivo é alcançar jovens com 16 anos de idade que irão votar pela primeira vez em 2022. As mensagens giram em torno de explicações sobre como funcionam o processo eleitoral e a urna eletrônica, além de alertas sobre a necessidade de se checar as informações e notícias em fontes seguras.
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO