Porto Alegre, quarta-feira, 13 de outubro de 2021.
Dia do fisioterapeuta e do terapeuta ocupacional.
Porto Alegre,
quarta-feira, 13 de outubro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

câmara de porto alegre

- Publicada em 13/10/2021 às 03h00min.

Prefeitura de Porto Alegre apresenta plano para assistir moradores de rua

A Câmara Municipal de Porto Alegre recebeu, nesta segunda-feira (11), o secretário de Desenvolvimento Social de Porto Alegre, Leo Voigt, que apresentou o plano "Ação Rua". O projeto trata-se de uma estratégia de enfrentamento à situação da população adulta nas ruas da Capital. De acordo com o secretário, cerca de 2,5 mil pessoas estão vivendo em condição de vulnerabilidade. Voigt ainda destacou que a questão dos moradores de rua é uma das prioridades do governo municipal. "Em primeiro lugar, por um dever ético e moral que temos de que todo morador de rua é uma ilha, cercada de omissões ao longo de sua história por todos os lados."
A Câmara Municipal de Porto Alegre recebeu, nesta segunda-feira (11), o secretário de Desenvolvimento Social de Porto Alegre, Leo Voigt, que apresentou o plano "Ação Rua". O projeto trata-se de uma estratégia de enfrentamento à situação da população adulta nas ruas da Capital. De acordo com o secretário, cerca de 2,5 mil pessoas estão vivendo em condição de vulnerabilidade. Voigt ainda destacou que a questão dos moradores de rua é uma das prioridades do governo municipal. "Em primeiro lugar, por um dever ético e moral que temos de que todo morador de rua é uma ilha, cercada de omissões ao longo de sua história por todos os lados."
A primeira medida do projeto é a articulação de ativos públicos em prol de retirar essas pessoas da situação da rua e impedir que outras se encontrem nessa situação, por meio de um plano territorializado, que contará com 12 equipes em 12 regiões diferentes da cidade, principalmente no Centro, oferecendo assistência. A equipe completa conta com 125 trabalhadores que fazem abordagens as populações nas ruas, somados com 24 redutores de dano e cinco novos profissionais na equipe do Centro, totalizando em mais de 150 trabalhadores dirigidos pela Fundação de Assistência Social e Cidadania (Fasc). De acordo com o secretário, o plano possui dois pilares fundamentais, a assistência social e a assistência em saúde, complementados com trabalho, educação, habitação e retaguardas como o esporte e a cultura.
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO