Porto Alegre, quarta-feira, 15 de setembro de 2021.
Dia do Cliente.
Porto Alegre,
quarta-feira, 15 de setembro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Partidos

- Publicada em 20h41min, 14/09/2021.

Vice-governador Ranolfo Vieira oficializa sua desfiliação do PTB

Delegado Ranolfo Vieira Júnior estuda filiação ao PSDB, partido do governador Eduardo Leite

Delegado Ranolfo Vieira Júnior estuda filiação ao PSDB, partido do governador Eduardo Leite


MARIANA ALVES/JC
O vice-governador Ranolfo Vieira Júnior assinou, nesta terça-feira (14), a sua desfiliação do PTB, partido ao qual foi filiado por quase oito anos. Em tratativas com vários partidos, como o PSDB, do governador Eduardo Leite, Ranolfo pretende se filiar a uma nova sigla ainda neste semestre. O vice decidiu sair da legenda, depois de, em março, ser atacado pelo presidente nacional da sigla, Roberto Jefferson. Em uma entrevista a uma rádio gaúcha, Jefferson proferiu ofensas homofóbicas a Leite e ameaçou de expulsão Ranolfo por promoverem medidas de distanciamento social. Inclusive, a Justiça condenou o presidente do PTB, em primeira instância, a pagar R$ 300 mil de indenização ao governador pelas ofensas.
O vice-governador Ranolfo Vieira Júnior assinou, nesta terça-feira (14), a sua desfiliação do PTB, partido ao qual foi filiado por quase oito anos. Em tratativas com vários partidos, como o PSDB, do governador Eduardo Leite, Ranolfo pretende se filiar a uma nova sigla ainda neste semestre. O vice decidiu sair da legenda, depois de, em março, ser atacado pelo presidente nacional da sigla, Roberto Jefferson. Em uma entrevista a uma rádio gaúcha, Jefferson proferiu ofensas homofóbicas a Leite e ameaçou de expulsão Ranolfo por promoverem medidas de distanciamento social. Inclusive, a Justiça condenou o presidente do PTB, em primeira instância, a pagar R$ 300 mil de indenização ao governador pelas ofensas.
Na época, Ranolfo recebeu o apoio da bancada estadual e federal do PTB. Os parlamentares pediram tempo ao vice-governador, para que todos migrassem para a mesma sigla. Seis meses depois, os deputados continuam na sigla.
 "Não saio atirando ou criando polêmica desnecessária, esse não é o meu perfil. Saio agradecendo a todos com quem convivi durante esses anos, em especial às bancadas federal e estadual. Sei que muitos também estão estudando seus caminhos com autonomia e naturalidade. Dividimos importantes projetos na segurança pública e em outras áreas da gestão, seja na prefeitura de Canoas durante a gestão do ex-prefeito (Luiz Carlos Busato, PTB) ou no Governo do Estado. Eventualmente em partidos diferentes, mas sei que seguiremos juntos", ponderou o vice-governador, em uma nota divulgada nesta terça-feira.

Entre os possíveis destinos de Ranolfo, está o PSDB. O vice-governador é um dos nomes cogitados para ser o sucessor de Eduardo Leite nas eleições 2022. "Em breve, pretendo avaliar e anunciar os próximos rumos políticos e a decisão em torno de uma nova filiação partidária, avaliando, claro, o alinhamento aos propósitos e às ideias aos quais defendo. Partidos são importantes na democracia, mas o interesse público precisa vir em primeiro lugar. E a minha prioridade, como vice-governador, ao lado do governador Eduardo Leite, é cuidar bem do nosso Rio Grande".


Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário