Porto Alegre, terça-feira, 14 de setembro de 2021.
Aniversário da cidade de Viamão.
Porto Alegre,
terça-feira, 14 de setembro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Senado

- Publicada em 13h31min, 14/09/2021.

Márcio Bittar será relator do projeto de privatização dos Correios na CAE

Bittar afirmou que irá apresentar na terça-feira da próxima semana a proposta de trabalho para a tramitação do PL dos Correios

Bittar afirmou que irá apresentar na terça-feira da próxima semana a proposta de trabalho para a tramitação do PL dos Correios


WALDEMIR BARRETO/AGÊNCIA SENADO/JC
O senador Márcio Bittar (MDB-AC) foi escolhido para relatar o projeto que abre caminho para a privatização dos Correios na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado. A designação de Bittar para a função feita na manhã desta terça-feira (14) pelo presidente da CAE, Otto Alencar (PSD-BA). Segundo o senador, a iniciativa para indicar o nome de Bittar foi do MDB.
O senador Márcio Bittar (MDB-AC) foi escolhido para relatar o projeto que abre caminho para a privatização dos Correios na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado. A designação de Bittar para a função feita na manhã desta terça-feira (14) pelo presidente da CAE, Otto Alencar (PSD-BA). Segundo o senador, a iniciativa para indicar o nome de Bittar foi do MDB.
Bittar afirmou que irá apresentar na terça-feira da próxima semana a proposta de trabalho para a tramitação do PL dos Correios.
De acordo com o senador, esse plano deve incluir duas sessões de discussão sobre o projeto, que devem ser feitas na mesma semana, para ouvir as "duas versões" sobre a venda da estatal.
"O juízo de valor sobre mérito não é agora, cada um vai ter oportunidade. Vou me dedicar à matéria. Foi um pedido também do líder Fernando Bezerra (MDB-PE) para que assumisse a relatoria. Vou me debruçar sobre a matéria, e trazer a maior quantidade de luz possível para ajudar os colegas que ainda possam ter alguma dúvida", disse Bittar.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário