Porto Alegre, quarta-feira, 31 de março de 2021.
Dia da Integração Nacional. Dia da Saúde e Nutrição.
Porto Alegre,
quarta-feira, 31 de março de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

assembleia legislativa

- Publicada em 21h45min, 30/03/2021.

CPI investigará aumentos abusivos em medicamentos para tratar Covid-19

Dr. Thiago (e) vai presidir a Comissão Parlamentar de Inquérito

Dr. Thiago (e) vai presidir a Comissão Parlamentar de Inquérito


/ Joel Vargas/ALRS/JC
Marcus Meneghetti
Uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa vai investigar o aumento abusivo dos preços de medicamentos usados no tratamento dos pacientes com Covid-19.
Uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa vai investigar o aumento abusivo dos preços de medicamentos usados no tratamento dos pacientes com Covid-19.
A instalação da CPI aconteceu no início da tarde desta terça-feira (31), na sala da presidência da Assembleia, onde compareceram o presidente da Casa, Gabriel Souza (MDB), e o deputado estadual Dr. Thiago Duarte (DEM), que vai presidir a comissão.
A CPI - proposta por Thiago Duarte, que é médico - terá 120 dias para ouvir representantes do setor público, privado e indústria farmacêutica. Esse período pode ser prorrogado por mais 60 dias.
O objetivo é apurar as razões do aumento exorbitante de medicamentos usados durante a pandemia de coronavírus. Por exemplo, os sedativos e insumos utilizados nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) para intubar os pacientes com quadro agudo de Covid-19.
Conforme Souza, o aumento dos medicamentos vinculados à pandemia chegou a até 4.000%. "É um aumento exponencial e isso assusta, tendo em vista a garantia da vida", disse o presidente do Legislativo. Apesar das regras de mercado, como a da Lei da Oferta e da Procura, Gabriel Souza considera que "o aumento é exagerado".
O presidente do Parlamento afirmou ainda que a CPI é o instrumento correto para apurar a situação, pois possui poder para convocar os depoentes. Depois, a partir do relatório, os resultados das investigações serão encaminhados para o Ministério Público, Polícia Federal e demais instituições de controle.
O presidente da CPI, Thiago Duarte, alertou que "o aumento exorbitante no preço das medicações pode implicar na piora e na grande dificuldade de operação dos hospitais, e também para os pacientes". Também participarão da comissão os deputados Jeferson Fernandes (PT), Fernando Marroni (PT), Vilmar Zanchin (MDB), Clair Kuh (MDB), Sérgio Turra (PP), Aloísio Classmann (PTB), Tenente Coronel Zucco (PSL), Luiz Marenco (PDT), Faisal Karam (PSDB), Franciane Bayer (PSB) e Any Ortiz (Cidadania).

Sessão virtual termina sem votação devido a retirada de quórum

Apesar de haver 13 matérias na pauta desta terça-feira (31) da Assembleia Legislativa, a sessão virtual terminou sem nenhuma votação. Logo na apreciação do primeiro projeto - a proposta do Executivo que modifica o valor das taxas do Departamento de Transito do Rio Grande do Sul (Detran) -, o quórum foi retirado. O líder do governo, Frederico Antunes (PP), orientou a base governista a não dar presença na sessão, depois que os parlamentares tiveram dificuldades em acessar as emendas propostas pela deputada estadual Any Ortiz (Cidadania).
As emendas foram protocoladas durante a discussão do projeto. Mas devido a problemas técnicos, alguns deputados tiveram dificuldade para acessar alterações propostas pela parlamentar.
 
Comentários CORRIGIR TEXTO