Porto Alegre, quinta-feira, 28 de janeiro de 2021.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 28 de janeiro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

JUSTIÇA ELEITORAL

- Publicada em 10h09min, 28/01/2021. Atualizada em 10h11min, 28/01/2021.

MP investiga financiamento de campanha de vereador de Cachoeirinha por organização criminosa

Promotoria cumpriu mandados de busca e apreensão em dois endereços de Cachoeirinha

Promotoria cumpriu mandados de busca e apreensão em dois endereços de Cachoeirinha


MINISTÉRIO PÚBLICO DO RIO GRANDE DO SUL/DIVULGAÇÃO/JC
O financiamento da campanha eleitoral de um vereador de Cachoeirinha por uma organização criminosa está sendo investigado pelo Ministério Público (MP) do Rio Grande do Sul. Na manhã desta quinta-feira (28), em operação conjunta com a Brigada Militar, foram cumpridos mandados judiciais de busca e apreensão em dois endereços da cidade, e recolhidos equipamentos eletrônicos para perícias.
O financiamento da campanha eleitoral de um vereador de Cachoeirinha por uma organização criminosa está sendo investigado pelo Ministério Público (MP) do Rio Grande do Sul. Na manhã desta quinta-feira (28), em operação conjunta com a Brigada Militar, foram cumpridos mandados judiciais de busca e apreensão em dois endereços da cidade, e recolhidos equipamentos eletrônicos para perícias.
As irregularidades, cometidas ao longo da campanha eleitoral de 2020, estão sendo apuradas pela Promotoria de Justiça Eleitoral do município, que aponta que vários elementos indicam que o então candidato, que não teve a identidade divulgada, teve a campanha ligada à facção criminosa.
Segundo o MP, todo o material apreendido na operação será periciado e as provas anexadas em ação eleitoral a ser ajuizada. Coordenada pelo promotor de Justiça Eleitoral de Cachoeirinha, Marcelo Bertussi, a operação também contou com o apoio do Núcleo de Inteligência do MP.
Comentários CORRIGIR TEXTO