Porto Alegre, quarta-feira, 13 de janeiro de 2021.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 13 de janeiro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

EDUCAÇÃO

- Publicada em 18h04min, 13/01/2021. Atualizada em 18h22min, 13/01/2021.

Região Metropolitana de Porto Alegre debate volta às aulas unificada e em modelo híbrido

 Ensino deverá contemplar presencialmente alunos que tiveram dificuldades com modelo digital

Ensino deverá contemplar presencialmente alunos que tiveram dificuldades com modelo digital


CESAR MANSO/AFP/JC
Fernanda Crancio
A possibilidade de unificar o calendário de retorno às aulas nas escolas da Região Metropolitana de Porto Alegre foi debatida nesta quarta-feira (13) pelos prefeitos e secretários de Educação das cidades que integram o Consórcio dos Municípios da Região Metropolitana (Granpal). Em reunião na sede da entidade, representantes de 14 localidades defenderam a manutenção do ensino híbrido para o ano letivo de 2021, mas reforçaram a necessidade de integrar no ensino presencial preferencialmente os alunos de baixa renda e que tiveram maior dificuldade para se inserirem às aulas no modelo digital.
A possibilidade de unificar o calendário de retorno às aulas nas escolas da Região Metropolitana de Porto Alegre foi debatida nesta quarta-feira (13) pelos prefeitos e secretários de Educação das cidades que integram o Consórcio dos Municípios da Região Metropolitana (Granpal). Em reunião na sede da entidade, representantes de 14 localidades defenderam a manutenção do ensino híbrido para o ano letivo de 2021, mas reforçaram a necessidade de integrar no ensino presencial preferencialmente os alunos de baixa renda e que tiveram maior dificuldade para se inserirem às aulas no modelo digital.
Nos próximos dias, nova reunião do grupo deverá ser marcada para avançar na definição de uma data específica para o retorno das aulas. De acordo com o presidente da Granpal, Rodrigo Battistella, prefeito de Nova Santa Rita, foi formado um colegiado, constituído pelos municípios do consórcio e representante da Secretaria Estadual de Educação (Seduc), que ficará responsável pela consolidação de um futuro cronograma.
Segundo ele, as cidades da região possuem realidades semelhantes e a proximidade geográfica permite a elaboração de protocolos sanitários específicos para a retomada do calendário escolar de forma segura. "O foco dos municípios deve estar na capacitação dos profissionais que terão de trabalhar nesse novo modelo de educação", destacou Battistella.
O gestor informou ainda que a Granpal encaminhará ao governo do Estado solicitação para que os profissionais da educação estejam na lista prioritária da campanha estadual de vacinação contra a Covid-19. "Nossa ação sempre priorizará a saúde e a segurança das pessoas. Queremos que todos os alunos possam desenvolver sua educação, já que o ano letivo de 2020 foi prejudicado pela pandemia. Os municípios precisam efetivamente se organizar à nova condição educacional para levar com segurança, e sem riscos, o ensino de qualidade a todos. Por isso, trabalharemos conjuntamente em busca de ações assertivas", completou.
{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2021/01/13/206x137/1_granpalvale-9227483.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5fff2d42e1668', 'cd_midia':9227483, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2021/01/13/granpalvale-9227483.jpg', 'ds_midia': 'Prefeitos da Granpal debatem unificação do calendários de volta às aulas presenciais na Região Metropolitana de Porto Alegre', 'ds_midia_credi': 'ROBERTO WITTER/DIVULGAÇÃO/JC', 'ds_midia_titlo': 'Prefeitos da Granpal debatem unificação do calendários de volta às aulas presenciais na Região Metropolitana de Porto Alegre', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '600', 'align': 'Left'}Prefeitos defenderam modelo híbrido de ensino para o ano letivo de 2021. Crédito: Roberto Witter/Divulgação/JC
Os prefeitos também avaliaram o processo de aulas em modelo remoto durante 2020 e houve consenso de que muitos alunos tiveram dificuldades em razão da precariedade da conexão de internet e da falta de computadores e smartphones para acesso às plataformas de ensino a distância. Nesse sentido, a necessidade de retomada das aulas presenciais foi destacada, mesmo que de forma híbrida.
Segundo a Granpal, no entanto, há disparidade entre os municípios na preparação do ano letivo de 2021, com algumas cidades já prontas para as aulas nesse sistema e outras ainda se estruturando. Apesar das peculiaridades de cada cidade, Battistella acredita há condições para pensar em um calendário unificado. "Em momentos de dificuldade, como é o caso, é importante uniformizarmos a questão. Por isso, levantamos a possibilidade de formatar um calendário unificado", aponta o prefeito.
Presente na reunião, a secretária-adjunta de Educação do Estado, Ivana Flores, falou da experiência estadual em estruturar o ensino no cenário pandêmico e enfatizou a necessidade de um trabalho em duas frentes. “A primeira diz respeito à questão da aprendizagem. A outra é a necessidade de cumprimento rígido dos protocolos sanitários. Não podemos falhar, nem dar brechas para a propagação do vírus”, destacou.
Em função da pandemia, a orientação da Secretaria é pela continuidade ao modelo híbrido de ensino. A volta às aulas na rede estadual está prevista para 8 de março, mesclando atividades presenciais e remotas, e o ano letivo de 2020 só será encerrado em 31 de janeiro. Segundo a Seduc, o retorno no modelo híbrido ocorrerá de forma escalonada entre os dias 8 e 15 de março - dia 8 para alunos dos anos iniciais do Ensino Fundamental; dia 11 para estudantes dos os anos finais do Ensino Fundamental; e dia 15 para o Ensino Médio e Técnico-, e contará com aulas aos sábados.
Em Porto Alegre, o calendário escolar da rede municipal de ensino para 2021 terá início no dia 22 de fevereiro, dando prioridade ao retorno presencial daqueles alunos que estiveram afastados da escola durante a pandemia.
Municípios que integram a Granpal
Porto Alegre
Alvorada
Cachoeirinha
Canoas
Charqueadas
Eldorado do Sul
Esteio
Glorinha
Gravataí
Guaíba
Nova Santa Rita
Santo Antônio da Patrulha
Sapucaia do Sul
Viamão
Taquari
Triunfo
 
Comentários CORRIGIR TEXTO