Porto Alegre, sexta-feira, 25 de dezembro de 2020.
Natal.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 25 de dezembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

governo federal

- Publicada em 09h15min, 25/12/2020.

Bolsonaro diz em pronunciamento que Brasil é referência no combate à Covid

Foi o sétimo pronunciamento de Bolsonaro em rede nacional no ano de 2020

Foi o sétimo pronunciamento de Bolsonaro em rede nacional no ano de 2020


TV Brasil/reprodução/jc
Na véspera de Natal, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) realizou, nessa quinta-feira (24), seu sétimo pronunciamento em rede nacional neste ano. Nele, afirmou que as ações do governo brasileiro durante a pandemia são referência para outros países e que não faltaram recursos e equipamentos.
Na véspera de Natal, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) realizou, nessa quinta-feira (24), seu sétimo pronunciamento em rede nacional neste ano. Nele, afirmou que as ações do governo brasileiro durante a pandemia são referência para outros países e que não faltaram recursos e equipamentos.
Bolsonaro fez um pronunciamento em rede de rádio e televisão. Durante sua fala, houve panelaços intensos em algumas capitais, como Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo. O presidente listou algumas ações de sua gestão para a manutenção da vida e do emprego, repetindo um discurso feito ao longo de toda a pandemia, de que é preciso resguardar a economia e por isso ações de distanciamento social devem ser evitadas.
Bolsonaro citou o programa de auxílio emergencial e de microcrédito para pequenas empresas atingidas pela pandemia do novo coronavírus. "Na saúde, não faltaram recursos e equipamentos para todos os estados e municípios no combate ao coronavírus, dentre outras ações", disse o presidente.
"Essas ações têm ajudado nosso Brasil a seguir rumo ao progresso e ao desenvolvimento; sendo, inclusive, referência para outras nações", completou.
Folhapress
Comentários CORRIGIR TEXTO