Porto Alegre, domingo, 15 de novembro de 2020.
Dia da Proclamação da República.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 15 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Eleições 2020

- Publicada em 18h42min, 15/11/2020. Atualizada em 18h47min, 15/11/2020.

Lentidão marca apuração de votos no Rio Grande do Sul

Mais de uma hora do começo da contabilização de votos, menos de 8% dos votos foi computada na Capital

Mais de uma hora do começo da contabilização de votos, menos de 8% dos votos foi computada na Capital


TSE/REPRODUÇÃO/JC
A lentidão marca a largada da apuração dos votos no Rio Grande do Sul. Porto Alegre, após mais de uma hora e meia do fim da votação e mais de uma hora do começo da contabilização de votos, menos de 8% dos votos foi computada. 
A lentidão marca a largada da apuração dos votos no Rio Grande do Sul. Porto Alegre, após mais de uma hora e meia do fim da votação e mais de uma hora do começo da contabilização de votos, menos de 8% dos votos foi computada. 
Manuela D'Ávila (PCdoB) tem 30,26%, Sebastião Melo (MDB) e Nelson Marchezan Júnior (PSDB) tem 20,59%.   
Outras cidades também têm lentidão nos resultados, como Pelotas, uma das cidades gaúchas que pode ter segundo turno, pois tem mais de 200 mil eleitores.
Enquanto a demora marca as maiores cidades, São Leopoldo já tem quase 70% das urnas apuradas indicando a reeleição do petista Ary Vanazzi. Vanazzi aparece com 44,88% dos votos. Atrás estão Delegado Heliomar (DEM) com 34%,65 dos votos, Professor Nado (CIDADANIA) com 19,69% e Professor Célio (PSOL)com 0,84% dos votos. Se eleito, será o quarto mandato de Vanazzi.
Comentários CORRIGIR TEXTO