Porto Alegre, domingo, 15 de novembro de 2020.
Dia da Proclamação da República.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 15 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Eleições 2020

- Publicada em 16h12min, 15/11/2020.

Justificativa pelo E-Título: não há definição de procedimento devido à sobrecarga do app

Foi a primeira vez que o app foi usado para fazer justificativa e rede ficou sobrecarregada

Foi a primeira vez que o app foi usado para fazer justificativa e rede ficou sobrecarregada


Antonio Augusto/Ascom/TSE/JC
A primeira eleição em que a justificativa de ausência, para quem está fora do domicílio eleitoral no dia da eleição, usando o aplicativo E-Título se transformou em um calvário para milhares de eleitores em todo o Brasil. Muitas pessoas podem não conseguir fazer o procedimento até as 17h, quando se encerra a votação. E a dúvida é: o que fazer?
A primeira eleição em que a justificativa de ausência, para quem está fora do domicílio eleitoral no dia da eleição, usando o aplicativo E-Título se transformou em um calvário para milhares de eleitores em todo o Brasil. Muitas pessoas podem não conseguir fazer o procedimento até as 17h, quando se encerra a votação. E a dúvida é: o que fazer?
O TRE-RS ainda não tem uma orientação sobre o que vai ocorrer nos casos de quem não conseguiu fazer por meio digital. O que gera a dificuldade de acesso é a grande demanda, ou seja, milhões de eleitores tentando usar a tecnologia e a facilidade para a justificativa.
A sobrecarga de acessos, acima de qualquer previsão do TSE, diz o secretário de Tecnologia do TRE-RS, Daniel Wobet, que explica que cabe ao TSE, em Brasília, definir o que deverá ser feito.
"É a primeira vez que se usa o E-Título, e o acesso é massivo", diz Wobeto, citando que a dificuldade de prever a demanda dificultou uma maior preparação de suporte de acessos.
A conexão é feita em um endereço em Brasília, onde fica o endereço digital do app. Wobeto tranquiliza que a rede usada pelo E-Título não é a mesma da apuração, que começa ás 17h. Com isso, ficam afastados eventuais problemas de sobrecarga, o que comprometeria o prazo de conclusão da contabilização dos votos.  
Pela manhã chegou a ter quase 500 mil pessoas ao mesmo tempo acessando o app. Wobeto cita que as pessoas acabaram deixando para baixar na última hora. "A sincronização  demora, mas dá para colocar a culpa no eleitor", garante.
Mesmo quem já tinha o aplicativo baixado também não conseguiu acessar. Nesse sábado (14), já havia dificuldade de acesso.  
"Sabíamos que podia ter grande demanda, mas não conseguiram (TSE) fazer a calibragem com a grande demanda", amplia o secretário. "É uma infraestrutura que não se imaginou."
Comentários CORRIGIR TEXTO