Porto Alegre, quarta-feira, 11 de novembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 11 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

eleições 2020

- Publicada em 22h03min, 11/11/2020.

Justiça Eleitoral pede ao TSE adiamento das eleições em Macapá

O primeiro turno está previsto para domingo

O primeiro turno está previsto para domingo


FREDY VIEIRA/ARQUIVO/JC
A Justiça Eleitoral do Amapá pediu nesta quarta-feira (11) ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o adiamento das eleições municipais em Macapá. Em ofício enviado à Corte, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) diz a falta de luz na capital devido a apagão está provocando ações de vandalismo. O primeiro turno está previsto para domingo (15).
A Justiça Eleitoral do Amapá pediu nesta quarta-feira (11) ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o adiamento das eleições municipais em Macapá. Em ofício enviado à Corte, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) diz a falta de luz na capital devido a apagão está provocando ações de vandalismo. O primeiro turno está previsto para domingo (15).
O fornecimento de energia elétrica foi interrompido por volta das 21h de terça-feira (3). De acordo com o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), um transformador pegou fogo e foi totalmente destruído. Aos poucos, energia está sendo restabelecida, mas em forma de rodízio de seis em seis horas.
O pedido de adiamento vale somente para Macapá. No restante do estado, o TRE pediu que a votação seja mantida porque há aparato policiais para garantir a segurança da votação.
"Convém destacar que no próximo domingo, várias manifestações estão sendo convocadas para demonstração de desagrado em frente aos locais de votação, o que colocaria em risco os eleitores da capital", alertou o TRE.
O adiamento está sendo analisado pelo presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso.
Agência Brasl
Comentários CORRIGIR TEXTO