Porto Alegre, quarta-feira, 11 de novembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 11 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

ELEIÇÕES 2020

- Publicada em 17h05min, 11/11/2020. Atualizada em 20h45min, 11/11/2020.

Marchezan lamenta rumos da disputa e diz que saída de Fortunati 'não pode ser comemorada'

Marchezan Júnior se pronunciou sobre saída de Fortunati nas redes sociais, no início da tarde

Marchezan Júnior se pronunciou sobre saída de Fortunati nas redes sociais, no início da tarde


Alex Rocha/PMPA/JC
Fernanda Crancio
A renúncia de José Fortunati (PTB) à disputa pela prefeitura de Porto Alegre e a formalização do apoio de seu partido à campanha de Sebastião Melo (MDB) foram comentadas pelo prefeito Nelson Marchezan Júnior (PSDB), candidato à reeleição, em uma sequência de posts no Twitter. Em seu primeiro dia de férias do cargo para se dedicar à reta final da campanha, o tucano lamentou o cenário atual da eleição e reiterou que cabe aos porto-alegrenses decidirem o futuro da cidade.
A renúncia de José Fortunati (PTB) à disputa pela prefeitura de Porto Alegre e a formalização do apoio de seu partido à campanha de Sebastião Melo (MDB) foram comentadas pelo prefeito Nelson Marchezan Júnior (PSDB), candidato à reeleição, em uma sequência de posts no Twitter. Em seu primeiro dia de férias do cargo para se dedicar à reta final da campanha, o tucano lamentou o cenário atual da eleição e reiterou que cabe aos porto-alegrenses decidirem o futuro da cidade.
"Lamento que a disputa eleitoral seja feita de vale tudo e traições. Sempre acreditei que são os cidadãos que devem decidir o futuro da cidade", disse Marchezan Júnior na rede social.
 {'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/png/2020/11/11/206x137/1_gustavo_paim_print-9187013.png', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5fac3c83243ae', 'cd_midia':9187013, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/png/2020/11/11/gustavo_paim_print-9187013.png', 'ds_midia': 'Nelson Marchezan Jr. Twitter saída de José Fortunati', 'ds_midia_credi': 'TWITTER/REPRODUÇÃO/JC', 'ds_midia_titlo': 'Nelson Marchezan Jr. Twitter saída de José Fortunati', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '743', 'cd_midia_h': '715', 'align': 'Left'}
Fazendo uso das hashtags #SemConchavoSemEsquema e #PorPortoAlegreValeAPena, o prefeito ressaltou ainda que a desistência de Fortunati não merece comemoração e enfatizou a certeza de que o eleitor irá contra os "conchavos e esquemas" políticos que permeiam a disputa eleitoral.
"Por isso a saída do Fortunati da eleição não pode ser comemorada por ninguém. Tenho certeza que o eleitor vai votar contra esses conchavos e esquemas que passam por cima da ética e da lealdade pra chegar no poder", destacou.
Candidatos que lideram as pesquisas de intenção de votos, Manuela d'Ávila e Miguel Rossetto também manifestam solidariedade à Fortunati, via redes sociais, ao longo da tarde. Críticas aos oponentes marcam manifestações de Gustavo Paim (PP) e Juliana Brizola (PDT)
A decisão de Fortunati, a quatro dias da eleição, foi provocada por determinação da Justiça Eleitoral de indeferir a candidatura de seu vice, André Cecchini (Patriota), por entender que sua filiação partidária foi feita após o encerramento do prazo determinado no calendário eleitoral.
Comentários CORRIGIR TEXTO