Porto Alegre, terça-feira, 10 de novembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 10 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Eleições 2020

- Publicada em 18h19min, 09/11/2020. Atualizada em 12h14min, 10/11/2020.

Urnas eletrônicas recebem lacres de segurança e estão prontas para eleição em Porto Alegre

Mais de 2,6 mil urnas foram preparadas em operação que ocupou prédio na Zona Norte da Capital

Mais de 2,6 mil urnas foram preparadas em operação que ocupou prédio na Zona Norte da Capital


LUIZA PRADO/JC
Patrícia Comunello
Os lacres que garantem a segurança da votação nas eleições brasileiras já estão devidamente colocados nas quase 26 mil urnas eletrônicas que serão escaladas para o primeiro turno no próximo domingo (15) no Rio Grande do Sul. Do grupo, 23 mil são as titulares, que estarão à espera dos eleitores nas seções eleitorais e outras 2,3 mil são as reservas, que podem substituir equipamentos com problemas.
Os lacres que garantem a segurança da votação nas eleições brasileiras já estão devidamente colocados nas quase 26 mil urnas eletrônicas que serão escaladas para o primeiro turno no próximo domingo (15) no Rio Grande do Sul. Do grupo, 23 mil são as titulares, que estarão à espera dos eleitores nas seções eleitorais e outras 2,3 mil são as reservas, que podem substituir equipamentos com problemas.

VÍDEO: Reportagem mostra como são testes e segurança das urnas

O mutirão para fazer a preparação das urnas que receberão os votos em Porto Alegre foi de 29 de outubro até esta segunda-feira (9). São 2,6 mil para as seções da Capital, além de quase 200 reservas. A maior parte do Estado fez no mesmo período, a maioria terminou até antes e algumas localidades podem estar ainda na etapa final da preparação.
O Jornal do Comércio foi até o "QG" onde ficam os equipamentos antes de serem levados às seções, num grande galpão na Zona Norte da Capital, e conferiu o passo a passo dessa etapa. Os procedimentos fazem parte das medidas para manter a condição de inviolabilidade do equipamento e atualizar para a votação de 2020, que define prefeitos e vereadores. No Rio Grande do Sul, 497 cidades terão no pleito.
A preparação começa com a atualização do sistema de votação para este ano. Logo depois é inserido um cartão com os dados dos eleitores da seção onde a urna vai funcionar. Também é colocado o cartucho onde serão gravados os votos eletrônicos da seção. os dois dispositivos ficam na parte de trás da urna.
{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2020/11/06/206x137/1_lp_061120___urnas__39_-9182374.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5fa5789db7cb6', 'cd_midia':9182374, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2020/11/06/lp_061120___urnas__39_-9182374.jpg', 'ds_midia': 'Fotos para matéria sobre o protocolo sanitário para os dias de votação. Álcool em gel e urna eletrônica, mão pressionando tubo de álcool em gel com urna, modelo de máscara votando, urnas em fila, depósito das urnas.', 'ds_midia_credi': 'LUIZA PRADO/JC', 'ds_midia_titlo': 'Fotos para matéria sobre o protocolo sanitário para os dias de votação. Álcool em gel e urna eletrônica, mão pressionando tubo de álcool em gel com urna, modelo de máscara votando, urnas em fila, depósito das urnas.', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '533', 'align': 'Left'}
Equipamentos passam por diversos procedimentos até serem habilitados para o dia da eleição. Fotos: Luiza Prado/JC 
"A partir daí a urna está apta para fazer o autoteste", diz o auxiliar de eleição, o relações público e produtor executivo de eventos Adriano Barboza, que atua pela primeira vez na função. 
O autoeste leva um tempo. A sistema cumpre um checklist de funções. São 16 etapas, que vão desde a checagem da bateria da máquina á impressão do boletim da urna, feita após a conclusão da votação. 
O curioso é que alguns programas que rodam na urna têm nomes de doces, como goiabada com queijo, cocada e algodão doce.
Também são feitos os testes de uso do teclado e de fones de ouvido para deficientes visuais e ainda do barulho que a urna emite quando o eleitor confirma o voto. O teclado do mesário da seção também é checado. Urna e teclado do mesário compõem o kit de votação.
{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2020/11/06/206x137/1_lp_061120___urnas__42_-9182377.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5fa5789db7cb6', 'cd_midia':9182377, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2020/11/06/lp_061120___urnas__42_-9182377.jpg', 'ds_midia': 'Fotos para matéria sobre o protocolo sanitário para os dias de votação. Álcool em gel e urna eletrônica, mão pressionando tubo de álcool em gel com urna, modelo de máscara votando, urnas em fila, depósito das urnas.', 'ds_midia_credi': 'LUIZA PRADO/JC', 'ds_midia_titlo': 'Fotos para matéria sobre o protocolo sanitário para os dias de votação. Álcool em gel e urna eletrônica, mão pressionando tubo de álcool em gel com urna, modelo de máscara votando, urnas em fila, depósito das urnas.', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '533', 'align': 'Left'}
Lacres são colocados em todos os dispositivos removíveis e ficam com manchas brancas caso alguém tente violá-los
Os procedimentos se encerram com a etapa final, que é a lacração da urna. "Todos os componentes removíveis e parafusos recebem um lacre azul, colado em cada unidade", explica Barboza. Depois que cada lacre é colado, não pode mais ser retirado.
"Se alguém tentar remover o lacre, vai aparecer manchas brancas no selo indicando que alguém tentou mexer depois que a urna já estava pronta para a votação. É um comprovante da segurança de todos os componentes colocados na urna. Isso não pode ser alterado", previne o relações públicas. 
O último ato é colocar a urna e o teclado do mesário em uma caixa, que leva uma marcação da seção onde o equipamento vai ser usado. As caixas ficam empilhadas em grandes prateleiras no depósito e só sairão do prédio para serem levadas aos locais de votação.   
O chefe da Seção de Administração das urnas e Voto Informatizado do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RS), Vanderlei Santos, explica que os trabalhos são abertos ao público, procedimento que é informado em edital. "Para que se prepare com a maior transparência", reforça . Autoridades como Ministério Público e partidos podem verificar os procedimentos.
Antes de começar a votação, também é feito um teste público dos sistemas de segurança pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para detectar eventuais vulnerabilidades ou riscos. "A urna eletrônica tem 24 anos de uso e se torna a cada pleito mais segura", diz  
{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2020/11/06/206x137/1_lp_061120___urnas__64_-9182396.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5fa5789db7cb6', 'cd_midia':9182396, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2020/11/06/lp_061120___urnas__64_-9182396.jpg', 'ds_midia': 'Fotos para matéria sobre o protocolo sanitário para os dias de votação. Álcool em gel e urna eletrônica, mão pressionando tubo de álcool em gel com urna, modelo de máscara votando, urnas em fila, depósito das urnas.  Na foto: Adriano Barboza e Luísa Padilha ', 'ds_midia_credi': 'LUIZA PRADO/JC', 'ds_midia_titlo': 'Fotos para matéria sobre o protocolo sanitário para os dias de votação. Álcool em gel e urna eletrônica, mão pressionando tubo de álcool em gel com urna, modelo de máscara votando, urnas em fila, depósito das urnas.  Na foto: Adriano Barboza e Luísa Padilha ', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '533', 'align': 'Left'}
Barboza e Luísa estrearam na tarefa de eleição de eleição e trabalharam na preparação das urnas 
A advogada Luísa Padilha e Barboza atuaram como auxiliares de eleições, contratados por uma terceirizada, pela primeira vez na preparação das urnas. Sobre participar da etapa que antecede a votação, Barboza comenta que é um orgulho porque a "eleição brasileira é um exemplo para o mundo".
"Vivendo aqui a gente enxerga os bastidores e a segurança. Serve de exemplo para o mundo devido à velocidade que é dado o resultado", resume o relações públicas. 
Luísa lembra que a tarefa que levou dez dias tem muita responsabilidade e tem etapas muito interessantes. "Todas as pessoas deviam vir até aqui para ver como é", motiva a advogada, o que pode ser uma ideia para o período pré-segundo turno. 
Comentários CORRIGIR TEXTO