Porto Alegre, segunda-feira, 09 de novembro de 2020.
Dia do Hoteleiro.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 09 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

eleições 2020

- Publicada em 03h00min, 09/11/2020.

Rio Grande do Sul tem recorde de candidaturas indígenas nas eleições 2020

Para as eleições de 2020, 125 indígenas são candidatos aos cargos de prefeito (2), vice-prefeito (3) e de vereador (120) no Rio Grande do Sul. Esse número representa quase o dobro do que se tinha em 2016, que contou com apenas 69 concorrentes da etnia no estado. Em todo o Brasil os números também impressionam, pois o aumento foi de 88,51%: em 2016, foram 1175 candidaturas e, agora em 2020, são 2.215 candidatos autodeclarados indígenas.
Para as eleições de 2020, 125 indígenas são candidatos aos cargos de prefeito (2), vice-prefeito (3) e de vereador (120) no Rio Grande do Sul. Esse número representa quase o dobro do que se tinha em 2016, que contou com apenas 69 concorrentes da etnia no estado. Em todo o Brasil os números também impressionam, pois o aumento foi de 88,51%: em 2016, foram 1175 candidaturas e, agora em 2020, são 2.215 candidatos autodeclarados indígenas.
Esses números refletem o maior engajamento de indígenas no acesso a cargos eletivos, um movimento que vem crescendo no Brasil desde 1982, ano em que o primeiro índio foi eleito deputado federal no Brasil: o cacique Xavante Mário Juruna, registrado pelo PDT (PDT) do Rio de Janeiro. A agremiação era, na época, liderada por Leonel Brizola e Darcy Ribeiro, respectivamente eleitos governador e vice do Rio de Janeiro naquele ano.
O resultado dessa eleição foi fundamental para o crescimento do movimento indígena, que contribuiu com dois importantes artigos na Constituição Federal de 1988, os artigos 231 e 232, correspondentes ao Capítulo VIII, "Dos Índios", e outros artigos esparsos sobre a matéria.
O Brasil somente voltou a ter outro indígena no Congresso Nacional nas eleições de 2018, com a eleição da advogada Joênia Wapichana, pela sigla Rede, de Roraima, como deputada federal.
As eleições de 2018 deram visibilidade a dois candidatos à vice-presidência da República: Sônia Guajajara, pelo PSOL, e o general Hamilton Mourão, pelo PRTB, que foi eleito. Após polêmica envolvendo declarações racistas, Mourão se autodeclarou indígena ao Tribunal Superior Eleitoral.
Atualmente, no Rio Grande do Sul, não há prefeitos indígenas, mas há oito vereadores eleitos: três em São Valério do Sul; um em Iraí, Redentora, Benjamin Constant do Sul, Charrua, e uma em Gramado dos Loureiros.
Comentários CORRIGIR TEXTO