Porto Alegre, quinta-feira, 29 de outubro de 2020.
Dia nacional do Livro e Dia mundial de combate ao AVC.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 29 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

governo federal

- Publicada em 08h32min, 29/10/2020.

Alguém usou indevidamente minha conta no Twitter, diz Salles sobre ofensa a Maia

Nesta madrugada, a conta de Salles trazia uma resposta à postagem de Maia em que se lia 'nhonho'

Nesta madrugada, a conta de Salles trazia uma resposta à postagem de Maia em que se lia 'nhonho'


VINÍCIUS LOURES/CÂMARA DOS DEPUTADOS/JC
A conta do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, no Twitter, trazia um comentário na manhã desta quinta-feira (29) afirmando que o ministro havia sido informado de que "alguém" se utilizou indevidamente de seu perfil para fazer um comentário a respeito do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).
A conta do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, no Twitter, trazia um comentário na manhã desta quinta-feira (29) afirmando que o ministro havia sido informado de que "alguém" se utilizou indevidamente de seu perfil para fazer um comentário a respeito do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).
Segundo comunicou a publicação em nome do ministro: "fui avisado há pouco que alguém se utilizou indevidamente da minha conta no Twitter para publicar comentário junto à conta do Pres. da Câmara dos Deputados, com quem, apesar de diferenças de opinião, sempre mantive relação cordial". Conforme informa a plataforma, desde que postou este comentário a conta de Salles no momento não existe mais.
Nesta madrugada, a conta de Salles trazia uma resposta à postagem de Maia em que se lia: "nhonho". A palavra "nhonho" foi usada em ataques ao presidente da Câmara pelas redes sociais e popularmente se refere a uma pessoa "tonta", que só fala besteira. A fala em que Salles diz "nhonho" foi em resposta à publicação de Maia que na semana passada escreveu: "O ministro Ricardo Salles, não satisfeito em destruir o meio ambiente do Brasil, agora resolveu destruir o próprio governo".
'Maria Fofoca'
Na quinta-feira passada, dia 22, em mensagem também publicada nas redes sociais, Salles se referiu ao ministro da Secretaria de Governo, general Luiz Eduardo Ramos, como "Maria Fofoca". No domingo, 25, Salles pediu desculpas pelo excesso.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO