Porto Alegre, segunda-feira, 26 de outubro de 2020.
Dia do Trabalhador da Construção Civil. Dia da Democracia.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 26 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Consulta Popular

- Publicada em 18h23min, 26/10/2020. Atualizada em 19h19min, 26/10/2020.

Gaúchos têm até 3 de novembro para votar na Consulta Popular

Governo do Estado vai aplicar R$ 10 milhões nas prioridades escolhidas na Consulta Popular em 2021

Governo do Estado vai aplicar R$ 10 milhões nas prioridades escolhidas na Consulta Popular em 2021


Reprodução/Site Consulta Popular/JC
Os gaúchos têm até o dia 3 de novembro para votarem na Consulta Popular - que, em 2020, realizará a votação de forma totalmente virtual, através do site da Consulta (https://vota.rs.gov.br/register) ou de mensagem SMS. Conforme a Secretaria Estadual de Governança e Gestão Estratégica, o governo do Estado pretende aplicar R$ 10 milhões em 2021 para a execução dos projetos de desenvolvimento regional escolhidos pela população. Mais R$ 10 milhões podem ser aplicados em 2022, caso o governo considere que terá recursos no orçamento do último ano da gestão Eduardo Leite (PSDB).
Os gaúchos têm até o dia 3 de novembro para votarem na Consulta Popular - que, em 2020, realizará a votação de forma totalmente virtual, através do site da Consulta (https://vota.rs.gov.br/register) ou de mensagem SMS. Conforme a Secretaria Estadual de Governança e Gestão Estratégica, o governo do Estado pretende aplicar R$ 10 milhões em 2021 para a execução dos projetos de desenvolvimento regional escolhidos pela população. Mais R$ 10 milhões podem ser aplicados em 2022, caso o governo considere que terá recursos no orçamento do último ano da gestão Eduardo Leite (PSDB).
Em 2019, primeiro ano da administração de Eduardo Leite no Palácio Piratini, o valor destinado à Consulta Popular foi de R$ 20 milhões. Em 2018, durante o governo José Ivo Sartori (MDB, 2015-2018) foram R$ 80 milhões. Em 2017, 60 milhões. E, em 2016, R$ 50 milhões.
Os gaúchos podem escolher entre 96 projetos de desenvolvimento regional. As demandas foram definidas após assembleias regionais, microrregionais e municipais, realizadas pelo governo do Estado, por meio da Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (SPGG), e pelos Conselhos Regionais de Desenvolvimento (Coredes). A maioria dos projetos (46%) estão ligados à agricultura. A Secretaria de Governança e Gestão Estratégica retirou das prioridades os itens saúde, educação e segurança.
Comentários CORRIGIR TEXTO