Porto Alegre, terça-feira, 20 de outubro de 2020.
Dia do Poeta. Dia do Arquivista.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 20 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Investigação

- Publicada em 21h24min, 20/10/2020. Atualizada em 21h29min, 20/10/2020.

Moraes será relator de inquérito sobre suposta interferência na Polícia Federal

A escolha de Moraes foi feita por meio de sorteio eletrônico

A escolha de Moraes foi feita por meio de sorteio eletrônico


NELSON JR./SCO/STF/JC
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes foi escolhido nesta terça-feira (20) o novo relator do inquérito aberto pela Polícia Federal (PF) para apurar a suposta interferência política do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal (PF) e o crime de denunciação caluniosa por parte do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro.
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes foi escolhido nesta terça-feira (20) o novo relator do inquérito aberto pela Polícia Federal (PF) para apurar a suposta interferência política do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal (PF) e o crime de denunciação caluniosa por parte do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro.
A escolha de Moraes foi feita por meio de sorteio eletrônico. Mais cedo, o presidente da Corte, Luiz Fux, determinou a redistribuição do inquérito devido à aposentadoria do antigo relator, Celso de Mello, que deixou a Corte na semana passada.
Em manifestações divulgadas desde a abertura do inquérito, em abril, o presidente Jair Bolsonaro diz que não houve pedido para o então ministro interferir em investigações da PF.
Agência Brasil
Comentários CORRIGIR TEXTO