Porto Alegre, sexta-feira, 09 de outubro de 2020.
Dia Mundial dos Correios.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 09 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Eleições 2020

- Publicada em 10h39min, 09/10/2020. Atualizada em 10h47min, 09/10/2020.

Gustavo Paim pede cancelamento de show de Caetano Veloso em apoio a Manuela DÁvila

Show virtual em apoio a candidatura de Manuela d'Ávila é questionado pelo atual vice-prefeito e também candidato Gustavo Paim

Show virtual em apoio a candidatura de Manuela d'Ávila é questionado pelo atual vice-prefeito e também candidato Gustavo Paim


Fotos Marcelo G. Ribeiro e Luiza Prado/Arte William Botlender/JC
O candidato a prefeito de Porto Alegre Gustavo Paim (PP) e sua Coligação “Porto Alegre Pra Ti” ingressaram com representação contra um show do músico Caetano Veloso em apoio à também candidata Manuela D’Ávila (PCdoB). A ação protocolada nesta quinta-feira (8) pede o cancelamento do que os autores chamam de "showmício" com objetivo de arrecadar verba para as campanhas de Manuela e de Guilherme Boulos, candidato à prefeitura de São Paulo.
O candidato a prefeito de Porto Alegre Gustavo Paim (PP) e sua Coligação “Porto Alegre Pra Ti” ingressaram com representação contra um show do músico Caetano Veloso em apoio à também candidata Manuela D’Ávila (PCdoB). A ação protocolada nesta quinta-feira (8) pede o cancelamento do que os autores chamam de "showmício" com objetivo de arrecadar verba para as campanhas de Manuela e de Guilherme Boulos, candidato à prefeitura de São Paulo.
O show de Caetano Veloso, marcado para o dia 7 de novembro, destinará os recursos da comercialização de ingressos online para as campanhas da candidata do PCdoB e de Guilherme Boulos, do PSOL. A representação de Paim pede "o cancelamento da venda de ingressos baseada na Lei Eleitoral que veda, em qualquer circunstância, a apresentação de artistas, de forma remunerada ou não, para fins de animar eventos eleitorais".
Segundo o atual vice-prefeito e candidato a prefeito, Gustavo Paim, “a ação pede a garantia da isonomia do pleito e o respeito às normas legais do processo eleitoral”.  O coordenador jurídico, Caetano Lo Pumo, afirma que “a ideia do show online anunciado no perfil da candidata e do músico burla a regra que proíbe eventos artísticos em benefício de campanhas eleitorais desde 2006“. 
De acordo com a Uns Produções, que administra a carreira de Caetano Veloso, "o evento será realizado na plataforma de lives showIn.tv, apenas para quem possuir os ingressos vendidos pelas campanhas". Segundo a produtora, a realização do evento foi comunicada à Justiça Eleitoral e a apresentação será feita em ambiente fechado, apenas para os detentores de ingressos, comercializados pelas campanhas.
"A cobrança é o que diferencia o evento de um showmício, já que a lei não permite apresentações gratuitas", informa a produtora em compartilhamento nas redes sociais. As informações de quando será a abertura da bilheteria, onde doações valerão ingressos, ainda não foram divulgadas.
Comentários CORRIGIR TEXTO