Porto Alegre, quarta-feira, 23 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 23 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

governo federal

- Publicada em 13h31min, 11/09/2020.

Bolsonaro diz estar se 'aproximando cada vez mais das autoridades do Judiciário'

Em seguida foi anunciada decisão que obriga Bolsonaro a depor sobre interferência na PF

Em seguida foi anunciada decisão que obriga Bolsonaro a depor sobre interferência na PF


Marcello Casal Jr/Agência Brasil/JC
Após duas visitas ao Supremo Tribunal Federal (STF) nesta semana, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o governo federal está "se aproximando cada vez mais das autoridades do Judiciário". Bolsonaro falou sobre o assunto na manhã desta sexta-feira (11) durante viagem à Bahia, para a qual viajou acompanhado de três parlamentares do Estado. Segundo ele, isso demonstra uma "perfeita sintonia entre o Executivo e boa parte do Legislativo".
Após duas visitas ao Supremo Tribunal Federal (STF) nesta semana, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o governo federal está "se aproximando cada vez mais das autoridades do Judiciário". Bolsonaro falou sobre o assunto na manhã desta sexta-feira (11) durante viagem à Bahia, para a qual viajou acompanhado de três parlamentares do Estado. Segundo ele, isso demonstra uma "perfeita sintonia entre o Executivo e boa parte do Legislativo".
A declaração foi dada pouco antes de o ministro Celso de Mello divulgar a decisão que o obriga a prestar depoimento pessoalmente no inquérito que investiga se houve interferência indevida na Polícia Federal. A investigação foi aberta após acusações feitas pelo ex-ministro da Justiça Sérgio Moro.
"Aos poucos, estamos nos aproximando cada vez mais das autoridades do Judiciário. Lá dentro do Tribunal de Contas da União, o Tarcísio (de Freitas, ministro da Infraestrutura) conseguiu, com a sua maneira peculiar de trabalhar, levando sempre a verdade e os interesses nacionais acima de tudo, desencravar a malha paulista", disse Bolsonaro em evento na Bahia.
Na quarta-feira (9) na sessão de despedida do ministro Dias Toffoli do comando do Supremo, Bolsonaro falou sobre a importância da "a harmonia, o diálogo, o entendimento em momentos difíceis". Além disso, chamou o STF de "verdadeiro santuário para a Justiça brasileira" e colocou o governo à disposição da Corte.
Segundo Bolsonaro, a obra que visitou nesta sexta-feira (11) e que será concluída na Bahia, além de outras em andamento em diferentes regiões do País, demonstram que a capacidade do ministro Tarcísio em negociar é "enorme". "Temos um grande compromisso com a nação, que é fazer com que as obras aconteçam com menos recurso ou muitas vezes com criatividade."
Na comitiva de Bolsonaro na Bahia, estão os deputados José Rocha (PL-BA), João Roma (Republicanos-BA) e Dr. João (PROS-BA). Eles foram ao Estado para visitar as obras da Ferrovia de Integração Oeste-Leste, na cidade de São Desidério. O presidente também viajou acompanhado dos ministros Tarcísio e Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo).

Pandemia

No momento em que o Brasil chega a cerca de 130 mil mortos pelo novo coronavírus, Bolsonaro voltou a dizer que "estamos praticamente vencendo a pandemia". Ele também afirmou que o governo "fez tudo" para que os efeitos negativos fossem minimizados. Enquanto o Brasil ocupa o segundo lugar em número de mortes no mundo, Bolsonaro declarou que o País tem sido reconhecido no exterior como um dos que "menos sofreu com a pandemia dadas as medidas tomadas pelo governo federal".
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO