Porto Alegre, quinta-feira, 24 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 24 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Investigação

- Publicada em 20h54min, 13/08/2020. Atualizada em 20h54min, 13/08/2020.

Ministro do STJ revoga prisão domiciliar de Queiroz e esposa

A revogação atendeu ao pedido da Procuradoria-Geral da República

A revogação atendeu ao pedido da Procuradoria-Geral da República


POLÍCIA CIVIL SP/DIVULGAÇÃO/JC
O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Felix Fischer revogouhoje(13) a prisão domiciliar de Fabrício Queiroz e sua esposa Márcia Aguiar, investigados em um suposto esquema de rachadinha na Assembleia Legislativa do Estado do Riode Janeiro(Alerj). Com a decisão, ambos devem voltar à prisão. A revogação atendeu ao pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR).
O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Felix Fischer revogouhoje(13) a prisão domiciliar de Fabrício Queiroz e sua esposa Márcia Aguiar, investigados em um suposto esquema de rachadinha na Assembleia Legislativa do Estado do Riode Janeiro(Alerj). Com a decisão, ambos devem voltar à prisão. A revogação atendeu ao pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR).
 
Queiroz e sua esposa estão em prisão domiciliar devido a uma liminar concedida pelo presidente do STJ, João Otávio de Noronha, no dia 9 de julho, durante o período de recesso do tribunal.
Agencia Brasil
Comentários CORRIGIR TEXTO