Porto Alegre, terça-feira, 30 de junho de 2020.
Dia do Economista.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 30 de junho de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

saúde

30/06/2020 - 10h40min. Alterada em 30/06 às 12h31min

Governo inicia repasses de R$ 43 milhões a hospitais públicos e filantrópicos

Anúncio foi feito durante reunião virtual entre Leite, secretária Arita Bergmann e deputados

Anúncio foi feito durante reunião virtual entre Leite, secretária Arita Bergmann e deputados


Gustavo Mansur/Palácio Piratini/Divulgação/JC
Rariane Costa
O governador Eduardo Leite (PSDB) anunciou em reunião virtual na manhã desta terça-feira (30), junto da bancada federal gaúcha e da secretária de saúde, Arita Bergmann, o repasse de R$ 43 milhões a hospitais sob gestão estadual do Rio Grande do Sul.
O governador Eduardo Leite (PSDB) anunciou em reunião virtual na manhã desta terça-feira (30), junto da bancada federal gaúcha e da secretária de saúde, Arita Bergmann, o repasse de R$ 43 milhões a hospitais sob gestão estadual do Rio Grande do Sul.
Os recursos, repassados por meio de emendas parlamentares extraordinárias, terão como destino exclusivo o custeio das ações e dos serviços de saúde necessários para o enfrentamento do coronavírus - 111 hospitais públicos e filantrópicos do estado serão atendidos com a receita.
Arita Bergmann, secretária da saúde, anunciou durante o encontro que o governo já viabilizou a transferências de recursos a partir de hoje. “Dos 11 processos tramitando para este fim que estamos hoje anunciando, já temos 46 hospitais que receberão recursos hoje a tarde. O valor gira em torno de R$19 milhões”, afirmou.
“Só nos leitos de UTI entraram R$28 milhões para o custeio, tivemos também um recurso federal emergencial de R$115 milhões que já foram transferidos para os hospitais do estado. Isso dá um total de quase R$ 300 milhões que conseguimos em tempo recorde viabilizar a transferência de quase 70% de todos os recursos federais que estiveram disponíveis.”, afirmou a secretária.
Ainda durante o encontro o governador destacou a colaboração permanente da bancada gaúcha no enfrentamento da pandemia afirmando que além dos repasses o governo do estado muito apoio na interlocução junto ao ministério da saúde que ajudam a viabilizam o alcance de equipamentos e recursos.
Leite anunciou que, em breve, o estado terá acréscimo de mais de 100% nos leitos de UTIs do SUS. “Saímos de 933 leitos, passamos para 1600 e vamos chegar em breve a 1900 leitos de UTIs do SUS no Rio Grande do Sul. São mais de 1000 leitos que estarão disponíveis no estado”, disse.
Em nome da bancada federal gaúcha o deputado Pedro Westphalen (PP) destacou a importância da convergência de esforços nesse momento. “A bancada se uniu e resolveu direcionar recursos de maneira unânime para que pudéssemos na área da saúde auxiliar os hospitais em acerto com as medidas tomadas no combate a pandemia”, disse.
O governador destacou a atuação da bancada gaúcha colocando o apoio dos deputados e senadores como medida essencial no atual cenário do estado. “Nosso reconhecimento de que o apoio dos senhores é fundamental para que nós possamos superar esse momento dramático de que passa a humanidade como um todo, e é claro que no Rio Grande do Sul também causa efeitos, o apoio da bancada federal gaúcha se torna especialmente relevante”, agradeceu.
Comentários