Porto Alegre, segunda-feira, 29 de junho de 2020.
Dia da Telefonista.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 29 de junho de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Assembleia Legislativa

29/06/2020 - 18h56min. Alterada em 29/06 às 18h58min

Projeto obriga a contratação de músicos locais em eventos patrocinados pelo Estado

Projeto surgiu a partir da sugestão do cantor nativista Pedro Ortaça, que se reuniu com o deputado estadual Paparico Bacchi no início do ano. Por isso, a proposta foi batizada de "Projeto Pedro Ortaça".

Projeto surgiu a partir da sugestão do cantor nativista Pedro Ortaça, que se reuniu com o deputado estadual Paparico Bacchi no início do ano. Por isso, a proposta foi batizada de "Projeto Pedro Ortaça".


IRINEU FONTELA/DIVULGAÇÃO/JC
Tramita na Assembleia Legislativa um projeto de lei que obriga a contratação de artistas locais na abertura de eventos musicais financiados com recursos públicos. O projeto de autoria do deputado estadual Paparico Bacchi (PL) recebeu o nome de “Projeto Pedro Ortaça”, porque o cantor nativista apoia a iniciativa.
Tramita na Assembleia Legislativa um projeto de lei que obriga a contratação de artistas locais na abertura de eventos musicais financiados com recursos públicos. O projeto de autoria do deputado estadual Paparico Bacchi (PL) recebeu o nome de “Projeto Pedro Ortaça”, porque o cantor nativista apoia a iniciativa.
O texto também prevê que, além do pagamento aos músicos locais, o contratante deverá oferecer a mesma estrutura de palco, som, iluminação, camarim, água e alimentação destinada à atração principal. A Secretaria Estadual de Cultura seria responsável por disponibilizar uma lista com os artistas locais de cada região, e pela fiscalização das empresas promotoras do evento.
Na justificativa da proposição, Bacchi - que teve uma empresa de sonorização de eventos por mais de 22 anos - afirma que o objetivo é criar um novo mecanismo de promoção e valorização dos artistas gaúchos.
“Os conjuntos musicais são empresas que geram empregos e pagam tributos para o nosso Estado, assim como os instrumentistas, cantores e trovadores que têm carreiras solo e investem no Rio Grande do Sul. Estes talentos e empreendedores devem receber tratamento justo e incentivos para que mostrem e divulguem o seu trabalho”, defende o autor da proposta.
Conforme Bacchi, o “Projeto Pedro Ortaça” surgiu quando o deputado foi procurado pelo cantor no início de 2020. Em uma audiência no gabinete do parlamentar, Ortaça defendeu medidas para uma maior valorização dos artistas nativistas. Foi nesse encontro que apresentou as ideias que embasaram o projeto protocolado nesta segunda-feira (29) – dia em que o cantor completa 78 anos.
Comentários