Porto Alegre, sexta-feira, 22 de maio de 2020.
Dia do Apicultor.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 22 de maio de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Governo federal

Alterada em 22/05 às 17h33min

'Por mim colocava esses vagabundos todos na cadeia, começando no STF', diz Weintraub

Reunião ministerial foi tornada pública nesta sexta-feira por decisão do STF

Reunião ministerial foi tornada pública nesta sexta-feira por decisão do STF


MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL/JC
Folhapress
Na reunião ministerial do dia 22 de abril, o ministro da Educação, Abraham Weintraub afirmou que, se dependesse dele, colocaria "esses vagabundos todos na cadeia", começando no Supremo Tribunal Federal (STF).
Na reunião ministerial do dia 22 de abril, o ministro da Educação, Abraham Weintraub afirmou que, se dependesse dele, colocaria "esses vagabundos todos na cadeia", começando no Supremo Tribunal Federal (STF).
A fala consta em gravação tornada pública nesta sexta-feira (22) por decisão do ministro Celso de Mello, do Supremo, no âmbito do inquérito que investiga se Bolsonaro tentou interferir na Polícia Federal.
"Eu por mim colocava esses vagabundos todos na cadeia, começando no STF".
Também naquela reunião, Weintraub defendeu "acabar com essa porcaria que é Brasília". "É muito pior do que eu imaginava. as pessoas aqui perdem a percepção, empatia, a relação com o povo", afirmou o ministro na ocasião.
Weintraub também disse que odeia o termo "povos indígenas". "Só tem um povo nesse Brasil, é o povo brasileiro". Ele defendeu ainda "acabar com esse negócio de povos e privilégios".
Comentários