Porto Alegre, sábado, 26 de setembro de 2020.
Dia Nacional dos Surdos.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 26 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Energia

- Publicada em 13h19min, 24/01/2020. Atualizada em 13h20min, 24/01/2020.

Ibama renova licença para Brasil retomar extração de urânio interrompida em 2015

A expectativa é de que 250 toneladas de urânio sejam produzidas neste ano

A expectativa é de que 250 toneladas de urânio sejam produzidas neste ano


MARCO AUR/AGÊNCIA A TARDE/AE/JC
O Ibama renovou esta semana a Licença de Operação da Unidade de Concentração de Urânio da Indústrias Nucleares do Brasil (INB) em Caetité, na Bahia, até 2026. De acordo com a estatal nuclear, este era o último passo necessário para o retorno da extração de urânio no Brasil, a fim de abastecer suas duas centrais nucleares.
O Ibama renovou esta semana a Licença de Operação da Unidade de Concentração de Urânio da Indústrias Nucleares do Brasil (INB) em Caetité, na Bahia, até 2026. De acordo com a estatal nuclear, este era o último passo necessário para o retorno da extração de urânio no Brasil, a fim de abastecer suas duas centrais nucleares.
As atividades de mineração de urânio foram paralisadas no País entre 2014 e 2015, depois que a parte a céu aberto da mina de Cachoeira se exauriu e foi solicitado o licenciamento para a parte subterrânea da mina, sem sucesso. A empresa aguarda também a licença para Santa Quitéria, no Ceará.
"A opção foi pela lavra a céu aberto da mina do Engenho, no mesmo local", informou o INB. A licença também abrange a planta de beneficiamento do minério.
Segundo uma fonte próxima ao assunto, este ano serão produzidas 250 toneladas de urânio e no ano que vem o País vai atingir as 400 toneladas necessárias para suprir as usinas nucleares Angra 1 e Angra 3.
A unidade do INB ocupa uma área de 1.700 hectares, localizada em uma província mineral com recursos que chegam a 99,1 mil toneladas de urânio e onde estão identificados 17 depósitos minerais.
De 2000 a 2015, a INB Caetité produziu 3.750 toneladas de concentrado de urânio a partir da extração a céu aberto em Cachoeira.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO