Porto Alegre, quarta-feira, 22 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 22 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

governo federal

- Publicada em 10h31min, 24/01/2020. Atualizada em 10h31min, 24/01/2020.

'Casamento' com Regina Duarte deve sair 'quarta ou quinta', diz Bolsonaro

Recentemente, atriz foi conhecer estrutura da Secretaria Especial de Cultura, em Brasília

Recentemente, atriz foi conhecer estrutura da Secretaria Especial de Cultura, em Brasília


CAROLINA ANTUNES/PR/JC
O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira (24) que deve confirmar o "casamento" com a atriz Regina Duarte como chefe da Secretaria Especial de Cultura no final da próxima semana. "Continuo namorando", respondeu após questionamento dos repórteres. "Acredito que na quarta ou quinta a gente assina no cartório e faz o casamento".
O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira (24) que deve confirmar o "casamento" com a atriz Regina Duarte como chefe da Secretaria Especial de Cultura no final da próxima semana. "Continuo namorando", respondeu após questionamento dos repórteres. "Acredito que na quarta ou quinta a gente assina no cartório e faz o casamento".
O presidente está em missão em Nova Délhi, na Índia, onde vai permanecer por quatro dias e é convidado de honra do primeiro-ministro Narendra Modi para a cerimônia do Dia da República da Índia, no domingo, 26.
A atriz global tem seu nome cotado para a pasta desde a demissão de Roberto Alvim, retirado da secretaria após publicar um vídeo com trechos de um discurso nazista.
Mesmo sem ter confirmado a sua entrada no governo de Jair Bolsonaro, Regina Duarte escolheu nesta quinta-feira (23) como "número 2" da Secretaria Especial de Cultura a reverenda Jane Silva, atual secretária de Diversidade Cultural.
Se aceitar o convite do presidente, Regina Duarte vai receber R$ 17.327,65 por mês. Esse é o salário de um cargo de natureza especial, nome técnico da vaga nas classificações de funções em Brasília, e mesmo posto que de Roberto Alvim.
A atriz de 72 anos não aparece em novelas da emissora desde março de 2018, quando encerrou Tempo de Amar, trama das seis em que interpretava uma dona de bordel. Se assumir o cargo público, Regina Duarte terá que suspender seu contrato com a TV. De acordo com o a assessoria de imprensa da emissora carioca, ela ainda não formalizou sua saída.
Na quarta-feira, a atriz esteve em Brasília para conhecer o funcionamento da Secretaria Especial da Cultura. Regina Duarte conheceu possíveis colegas de trabalho e marcou reuniões de trabalho, segundo pessoas que acompanharam o primeiro dia de "teste" dela em Brasília.
Comentários CORRIGIR TEXTO