Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 13 de novembro de 2019.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Assembleia Legislativa

Edição impressa de 13/11/2019. Alterada em 13/11 às 15h44min

Mais de 30 parlamentares pedem prisão após 2ª instância na ALTS

Até o final da sessão de ontem da Assembleia Legislativa, o deputado Rodrigo Lorenzoni (DEM) contava com a assinatura de 31 deputados estaduais a uma carta aberta ao Congresso Nacional, que pede aos deputados federais e senadores "que deem celeridade à tramitação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que autoriza a prisão após a confirmação da sentença penal condenatória em grau de recurso". Entre os 31 parlamentares que assinaram a carta, há representantes de 13 das 17 bancadas representadas na Assembleia.
Até o final da sessão de ontem da Assembleia Legislativa, o deputado Rodrigo Lorenzoni (DEM) contava com a assinatura de 31 deputados estaduais a uma carta aberta ao Congresso Nacional, que pede aos deputados federais e senadores "que deem celeridade à tramitação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que autoriza a prisão após a confirmação da sentença penal condenatória em grau de recurso". Entre os 31 parlamentares que assinaram a carta, há representantes de 13 das 17 bancadas representadas na Assembleia.
"A mudança de entendimento do STF é um retrocesso no combate à impunidade. Acredito que essa seja a percepção da maior parte da população. Os deputados estaduais foram eleitos para representar a população. A assinatura dos parlamentares à carta passa por isso, além da convicção individual de cada um deles", disse Lorenzoni. Conforme o parlamentar do DEM, há a expectativa que aumente o número de deputados signatários da carta - que deve ser encaminhada hoje ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ); do Senado, David Alcolumbre (DEM-AP); e dos relatores da PEC no Congresso.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia