Porto Alegre, sexta-feira, 24 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 24 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Mobilização

- Publicada em 02h02min, 13/11/2019. Atualizada em 03h00min, 13/11/2019.

MBL pede prisão preventiva de Lula e José Dirceu ao MPF

O Movimento Brasil Livre (MBL) protocolou no Ministério Público Federal (MPF) uma representação que pede a prisão preventiva do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e do ex-ministro José Dirceu (PT), soltos na semana passada.
O Movimento Brasil Livre (MBL) protocolou no Ministério Público Federal (MPF) uma representação que pede a prisão preventiva do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e do ex-ministro José Dirceu (PT), soltos na semana passada.
O requerimento, protocolado pelo advogado Rubinho Nunes, aponta incitação ao crime, ao terrorismo e atentado à Lei de Segurança Nacional nos discursos de Lula após ele deixar a prisão. As falas do ex-presidente foram consideradas acima do tom até por dirigentes do PT, apurou a coluna de Mônica Bérgamo no jornal Folha de S.Paulo.
"A gente tem que seguir o exemplo do povo do Chile, a gente tem que resistir", disse Lula, antes de complementar: "Na verdade, atacar e não apenas se defender".
O documento também relembra falas do ex-ministro José Dirceu ao deixar a prisão. Para o advogado de José Dirceu, Roberto Podval, o MBL busca, "através do Judiciário, calar pessoas que estão respondendo processo e estão em liberdade".
 
Comentários CORRIGIR TEXTO