Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 25 de outubro de 2019.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Operação Lava Jato

Edição impressa de 25/10/2019. Alterada em 25/10 às 03h00min

Defesa de Lula quer suspender análise do sítio de Atibaia

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio da Silva (PT) protocolou, nesta quinta-feira (24), um pedido para que o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) suspenda o julgamento que analisará se a ação do sítio de Atibaia (SP) deve voltar para a primeira instância.
A defesa do ex-presidente Luiz Inácio da Silva (PT) protocolou, nesta quinta-feira (24), um pedido para que o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) suspenda o julgamento que analisará se a ação do sítio de Atibaia (SP) deve voltar para a primeira instância.
A sessão do tribunal está pautada para a próxima quarta-feira. Desde que o relator da Lava Jato na corte, João Pedro Gebran Neto, marcou a data, a defesa de Lula tem sinalizado que pedirá a suspensão.
No pedido, o advogado Cristiano Zanin Martins alega, entre outros motivos, "quebra da ordem cronológica" das decisões da turma julgadora.
Afirma que há outros 1.941 processos apenas na oitava turma do tribunal, composta de três juízes e responsável pelas decisões da Lava Jato em segunda instância. A turma também julga outros casos criminais.
Zanin também questiona o motivo de a pauta incluir apenas um dos capítulos do seu recurso, em vez de outros tópicos, como a nulidade completa do processo do sítio.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia