Porto Alegre, sábado, 25 de julho de 2020.
Dia do Escritor. Dia do Motorista .

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 25 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Governo Federal

- Publicada em 03h04min, 07/10/2019. Atualizada em 03h00min, 07/10/2019.

Chefes do Executivo e Legislativo discutem sobre recursos do pré-sal

Bolsonaro (e) e Rodrigo Maia se encontraram fora da agenda de ambos

Bolsonaro (e) e Rodrigo Maia se encontraram fora da agenda de ambos


/ANTONIO CRUZ/AGÊNCIA BRASIL/JC
Em um encontro fora da agenda, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) recebeu o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), na manhã deste domingo no Palácio da Alvorada. De acordo com Maia, o encontro serviu para tratar da pauta da Câmara como o novo texto para a "regra de ouro" e para tratar da discussão da partilha dos recursos do megaleilão do pré-sal.
Em um encontro fora da agenda, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) recebeu o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), na manhã deste domingo no Palácio da Alvorada. De acordo com Maia, o encontro serviu para tratar da pauta da Câmara como o novo texto para a "regra de ouro" e para tratar da discussão da partilha dos recursos do megaleilão do pré-sal.
O governo defende dividir os R$ 106,5 bilhões previstos do bônus da assinatura do leilão, marcado para novembro, da seguinte forma: depois do pagamento de R$ 33,6 bilhões à Petrobras, estados, municípios e parlamentares ficariam, cada um, com 10%, o que corresponde a R$ 7,3 bilhões. O Rio teria R$ 2,19 bilhões e, a União, a fatia maior de R$ 48,9 bilhões. Maia afirmou a Bolsonaro que a proposta da equipe econômica não tem chance de passar no Congresso e defendeu a manutenção dos 15% para cada.
 
Comentários CORRIGIR TEXTO