Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 22 de agosto de 2019.
Dia do Folclore.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Câmara dos Deputados

Alterada em 22/08 às 14h02min

Câmara criará comissão para acompanhar queimadas na Amazônia, diz Maia

Maia também informou que também vai realizar uma comissão geral para avaliar a situação

Maia também informou que também vai realizar uma comissão geral para avaliar a situação


EVARISTO SA /AFP/JC
Estadão Conteúdo
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse em seu perfil pessoal no Twitter que a Casa vai criar uma comissão externa para acompanhar o problema das queimadas que atingem a Amazônia. Além disso, o parlamentar também informou que também vai realizar uma comissão geral nos próximos dias para avaliar a situação e propor soluções ao governo.
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse em seu perfil pessoal no Twitter que a Casa vai criar uma comissão externa para acompanhar o problema das queimadas que atingem a Amazônia. Além disso, o parlamentar também informou que também vai realizar uma comissão geral nos próximos dias para avaliar a situação e propor soluções ao governo.
"É importante para mantermos forte nossas exportações do agronegócio e preservar o nosso meio ambiente", disse Maia.
Comissão geral é o termo usado para definir um amplo debate realizado pelo plenário da Casa para discutir matéria relevante para o País.
Além dos deputados, o evento pode contar com representantes da sociedade ligados ao assunto e também com ministros de Estado.
A decisão de Maia vem um dia depois do presidente da República, Jair Bolsonaro, dizer a repórteres que Organizações Não Governamentais (ONGs) são as maiores suspeitas pelo incêndio criminoso que se alastra pelas regiões Norte e Centro-Oeste do País nos últimos dias.
O assunto está sendo mundialmente repercutido pela imprensa internacional. Nos últimos dois dias, o Twitter contabilizou 4 milhões de posts sobre o tema por todo o mundo.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia