Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 07 de agosto de 2019.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Governo Federal

07/08/2019 - 11h07min. Alterada em 07/08 às 11h07min

Bolsonaro diz que indicará futuro procurador-geral da República até o dia 12

Bolsonaro disse também que pode reconduzir Raquel Dodge ao cargo

Bolsonaro disse também que pode reconduzir Raquel Dodge ao cargo


Antonio Cruz/Agência Brasil/JC
Estadão Conteúdo
O presidente da República, Jair Bolsonaro, pretende indicar o futuro procurador-geral da República até segunda-feira (12). Ao deixar o Palácio da Alvorada na manhã desta quarta-feira (7) Bolsonaro declarou que o subprocurador Augusto Aras "está no radar para a vaga" e citou a possibilidade de Raquel Dodge ser reconduzida.
O presidente da República, Jair Bolsonaro, pretende indicar o futuro procurador-geral da República até segunda-feira (12). Ao deixar o Palácio da Alvorada na manhã desta quarta-feira (7) Bolsonaro declarou que o subprocurador Augusto Aras "está no radar para a vaga" e citou a possibilidade de Raquel Dodge ser reconduzida.
"Eu acredito, no máximo até segunda-feira (indicar), até para dar tempo de conversar, fazer sabatina (no Senado), de modo que, quando Raquel (Dodge) saindo, ou caso ela seja reconduzida, já esteja tudo resolvido", declarou Bolsonaro.
Perguntado se Aras era o favorito, o presidente respondeu que o nome "está no radar". "Todo mundo está no radar", disse, ao ser questionado sobre outros nomes e se havia se encontrado com outros candidatos ao cargo. O mandato de Raquel Dodge termina no dia 17 de setembro.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia