Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 06 de agosto de 2019.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Operação Lava Jato

Edição impressa de 06/08/2019. Alterada em 06/08 às 03h00min

Justiça Federal autoriza ex-ministro Antonio Palocci a cumprir pena em regime aberto

A Justiça Federal em Curitiba autorizou, nesta segunda-feira, o ex-ministro Antonio Palocci a progredir ao regime aberto da condenação a nove anos de prisão em um dos processos da Operação Lava Jato.

Desde novembro do ano passado, Palocci cumpre a condenação em regime semiaberto com monitoramento por tornozeleira eletrônica. De acordo com a decisão do juiz federal Danilo Pereira Júnior, o ex-ministro já cumpriu os requisitos temporais para progressão da pena, conforme previsto na legislação penal. As informações são da Agência Brasil.

Pelas condições do regime, Palocci deverá permanecer em casa todas as noites. Ele também está proibido de sair de sua cidade sem autorização da Justiça.

Palocci teve direito aos benefícios após a Justiça homologar um acordo de delação premiada com a Polícia Federal.

O ex-ministro foi condenado em 2017 por participação em esquema de corrupção no qual beneficiou a Odebrecht em contratos com a Petrobras envolvendo a construção de embarcações. Segundo o Ministério Público Federal (MPF), o ex-ministro também geriu propinas para o PT, com repasses para outras pessoas, inclusive em contas no exterior.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia