Porto Alegre, sábado, 01 de agosto de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 01 de agosto de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Congresso Nacional

- Publicada em 23h32min, 05/02/2019.

Em primeira sessão, deputados federais disputam microfone e fazem vídeos e provocações

A deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) subiu na tribuna da Câmara para falar às 15h36min. Usou o tempo de fala para dar recado à oposição: "A vida do PT não será fácil nesta casa", afirmou. Às 16h10min, o vídeo já estava disponível nas redes sociais da parlamentar, que tem 288 mil seguidores no Twitter. "Não preciso de muito tempo para dar o meu recado", escreveu.
A deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) subiu na tribuna da Câmara para falar às 15h36min. Usou o tempo de fala para dar recado à oposição: "A vida do PT não será fácil nesta casa", afirmou. Às 16h10min, o vídeo já estava disponível nas redes sociais da parlamentar, que tem 288 mil seguidores no Twitter. "Não preciso de muito tempo para dar o meu recado", escreveu.
Foi esse o tom da primeira sessão de debates da Câmara na 56ª Legislatura, nesta terça-feira. Com o plenário mais cheio do que o normal em dias em que não há deliberação sobre projetos, deputados recém-chegados disputaram o microfone da tribuna para fazer suas primeiras falas e produziram vídeos para as redes sociais.
A base do governo de Jair Bolsonaro (PSL) era a mais presente no plenário desde a abertura da sessão. Além de Joice, também usaram o tempo de fala outros deputados conhecidos das redes sociais, como Kim Kataguiri (DEM-SP), Alexandre Frota (PSL-SP) e Marcel Van Hattem (Novo-RS), que fez 23 votos na disputa à presidência da Câmara.
Em seu discurso, Frota afirmou ter formado um grupo de parlamentares para "fiscalizar" as condições dos presos da Lava Jato em Curitiba. Já Kataguiri defendeu a reforma da Previdência e usou o tempo para falar sobre o pai. Em seu segundo mandato, a deputada Geovânia de Sá (PSDB-SC) presidia a sessão e explicava o funcionamento das regras para os novatos. "Agora, no pequeno expediente, eu vou chamar 10 deputados. Aí, no intervalo até eles virem à tribuna, eu dou um minuto (para falar)", disse ela a um dos deputados, que tentava pedir a palavra em um dos microfones do plenário.
As primeiras sessões que analisarão projetos de lei serão realizadas apenas na próxima semana, a partir de terça-feira.
 
Comentários CORRIGIR TEXTO